Klara Castanho denuncia enfermeira como responsável por vazar informações e o hospital toma decisão. Confira!

Por: Marcela Rampini | 26/06/22 - 19:25

Na noite deste sábado, Klara Castanho expôs que deu à luz a um bebê após ter sido estuprada e optou, em conformidade com a lei, por entregar a criança à adoção. Em carta aberta em suas redes sociais, a atriz denunciou uma enfermeira como a responsável por vazar informações do parto.

+ Saiba mais sobre notícias dos famosos

Apesar de todo o trâmite para a adoção ter sido feito em conformidade com a lei, Klara revelou ter sido vítima de mais uma violência. “Ainda anestesiada do pós-parto, fui abordada por uma enfermeira que estava na sala de cirurgia. Ela fez perguntas e ameaçou: ‘imagina se tal colunista descobre essa história’”, relatou a atriz.

Klara ainda contou que se desesperou ao perceber que, no mesmo dia, que as informações sobre sua gestação e parto tinham sido vazadas. “Eu estava dentro de um hospital, um lugar que era para supostamente me acolher e proteger. Quando cheguei no quarto já havia mensagens do colunista, com todas as informações. Ele só não sabia do estupro. Eu ainda estava sob o efeito da anestesia. Eu não tive tempo de processar tudo aquilo que estava vivendo, de entender, tamanha era a dor que eu estava sentindo”, pontuou.

Confira a carta aberta:

Ver esta publicação no Instagram

Uma publicação partilhada por Klåra Cåstanho (@klarafgcastanho)

Neste domingo (26), após toda a história ter vindo à tona, o colunista André Romano, do “Observatório da TV”, revelou em seu Twitter o que aconteceu com a enfermeira que ameaçou Klara Castanho no hospital em que a artista teve o parto: “enfermeira foi demitida por justa causa (agora cedo)…”, escreveu.

Após Klara Castanho ser exposta, Conselho de Enfermagem toma atitude drástica: “Investigar”

Após a atriz Klara Castanho ter as informações de seu parto expostas, o Conselho Regional de Enfermagem, COREN, revelou que vai investigar o ocorrido. No último sábado (25), ela contou que foi vítima de um estupro que ocasionou uma gestação e, por isso, decidiu doar a criança para adoção.

No entanto, após realizar todos os trâmites sigilosos junto à Justiça, Klara foi exposta pelos jornalistas Léo Dias e Antônia Fontenelle, que deram maiores detalhes sobre o ocorrido, antes de revelaram o nome da atriz. Na ocasião, o colunista do “Metrópoles”, revelou o sexo do bebê, nome do Hospital, peso da criança, horário do nascimento, entre outras informações.

Após o apelo dos internautas, o Conselho de Enfermagem abriu uma investigação para descobrir quem foi a enfermeira responsável por ceder as informações aos profissionais, considerando que Klara chegou a revelar que foi ameaçada por ela logo após o parto: “Coren-SP vai apurar denúncia de atriz sobre vazamento de informações sigilosas”, escreveu o órgão em sua conta do Instagram. Confira o post:

Ver esta publicação no Instagram

Uma publicação partilhada por Coren-SP (@corensaopaulo)

Leia mais sobre notícias dos famosos:

+ Após expor Klara Castanho, matéria de Léo Dias é retirada do ar e diretora de site se pronuncia

+ Após ter gravidez por estupro exposta, Klara Castanho volta às redes sociais e deixa recados

+ Anitta apresenta namorado à família e expõe momento inesperado: “O golpe foi dado”

Confira tudo que está rolando no mundo dos famosos!