Juliana Caldas chora, detona filme de Leandro Hassum e gera polêmica: “É um absurdo”

A atriz comentou sobre o assunto em seu Instagram Stories

Por: Lais | 01 dezembro - 15:47

A atriz Juliana Caldas, que possui Nanismo, usou seu Instagram Stories nesta quarta feira (1), para expor sua reprovação ao filme ‘Amor Sem Medida’, estrelado por Juliana Paes e Leandro Hassum, onde mostra um romance entre um médico PcD [pessoa com deficiência] de baixa estatura e uma mulher divorciada.

Na ocasião, Juliana não gostou da maneira como o assunto foi abordado e esclareceu que não se sentiu representada “[…] Um filme brasileiro que aborda o tema nanismo. Nossa, bacana! Só que não. […] Primeiro porque a pessoa que faz o personagem que tem nanismo… O ator não tem nanismo, que é o próprio Leandro Hassum. […] Depois disso, a maior parte do filme tem piadas totalmente capacitistas, totalmente preconceituosas e que, cara… Não dá para aceitar hoje em dia. Se fossem piadas racistas, homofóbicas, gordofóbicas, eu acredito que talvez esse assunto estaria sendo levado mais a sério”, começou ela.

Foto: Reprodução/ Instagram

Em seguida, Juliana repreendeu o tom de humor usado no longa metragem: “Não dá mais para aceitar hoje mais um filme que faz você sentar e rir disso, rir dos outros, rir da condição do outro, sabe? No caso, né, da deficiência do nanismo. O nanismo é considerado uma deficiência. Aí você rir disso hoje em dia não dá mais para aceitar. Eu não consigo, queria entender, realmente, se as pessoas sabem o que significa empatia. Porque eu, às vezes, vejo cada vez mais, que as pessoas não sabem. Na verdade, sabem o que é o significado, ok. Se colocar no lugar do outro, ok. Porém não exercem a empatia”, opinou.

Em lágrimas, a atriz citou um trecho específico do filme que a ofendeu: “Uma das abordagens do filme é comparar o órgão sexual masculino do cara com o tamanho dele. É um absurdo, a gente tenta lutar por respeito, pelo nosso espaço […] É cansativo ter que explicar o óbvio, o simples, explicar que a partir do momento que uma piada ou frase fere o outro não é legal. Espero que, no mínimo, as pessoas parem para pensar um pouco, parem para respeitar o próximo, e entender realmente o que é empatia… E exercer a empatia, porque não é só saber o seu significado. Espero que as pessoas, realmente, além de entender, coloquem em prática a empatia”, finalizou.

LEIA TAMBÉM:

Bruno Gagliasso recebe resposta inusitada de atendente após pedido e viraliza: “Ele não acreditou”

‘Lei Marília Mendonça’ é criada após morte da sertaneja e fãs se emocionam: “Que tristeza!”

Assista ao Chupim Metropolitana AO VIVO no YouTube:


Inscreva-se no Chupim Metropolitana para não perder as lives!

Deixe seu comentário

BOMBOU!

Recomendadas para você