O que significa a sigla LGBTQIA+? Debates viralizam na web e internautas destacam: “Não dá mais pra errar!”

Por: Alefy Soares | 19/06/22 - 10:30

Desde que as discussões acerca do combate ao preconceito e a discriminação começaram, diversas atualizações sobre o assunto tem sido feitas, de maneira que cada vez mais, todas as pessoas possam se sentir devidamente incluídas e respeitadas.

Isso inclui, principalmente, a luta do Orgulho LGBTQIA+, que recentemente, recebeu a nova sigla, considerando que o termo começou a ser usado com apenas três letras, “GLS”, que apontava apenas as orientações sexuais dos Gays, Lésbicas e Simpatizantes, como eram chamados na época.

+ Veja mais do mundo LGBTQIA+

No entanto, ao longo dos anos, o movimento passou a ampliar e considerar o direito das mais diversas orientações sexuais e identidades de gênero, deixando a sigla maior ao adotar novas letras, que podem acabar gerando dúvidas quanto ao seu significado, mas a Metropolitana FM vai esclarecer cada uma delas.

O “L” representa as lésbicas, isto é, mulheres que sentem atração afetiva/sexual pelo mesmo gênero, ou seja, outras mulheres. 

O “G” representa os gays, isto é, homens que sentem atração afetiva/sexual pelo mesmo gênero, ou seja, outros homens. 

O “B” representa os bissexuais, isto é, homens e mulheres que sentem atração afetivo/sexual pelos gêneros masculino e feminino.

O “T” representa os transexuais. Aqui, o termo não se refere à orientação sexual, mas à identidade de gênero. Isso significa que algumas pessoas não se identificam com o gênero atribuído em seu nascimento.

O “Q” representa o gênero ‘Queer’, isto é, pessoas que transitam entre as ideias de gênero, como é o caso das drag queens. O termo “queer” defende que a orientação sexual e identidade de gênero não resultado de questões biológicas, mas de uma construção social. 

O “I” representa o ‘intersexo’, isto é, pessoas que estão entre o feminino e o masculino. Suas combinações biológicas e desenvolvimento corporal – cromossomos, genitais, hormônios, etc – não se enquadram na norma binária, ou seja, nem masculino, nem feminino.

O “A” representa os assexuais, que não sentem atrações sexuais por outras pessoas de qualquer outro gênero. Na maioria das vezes, essas pessoas não priorizam relações sexuais.

Já o “+” foi usado para incluir todos os outros grupos e variações de sexualidade e/ou gênero. Aqui estão os pan e polisexuais, os two spirits, os questionadores, os curiosos, os aliados e os kinks!

LEIA MAIS SOBRE O MUNDO LGBTQIA+:

+ Relembre a luta do Orgulho LGBTQIA+ pela legalização do casamento homoafetivo

+ LGBTQIA+: Além do esporte, ‘Queer Cup’ conta com histórias de aceitação

+ Saúde irá cediar o Seminário pelo Mês do Orgulho LGBTQIA+

Confira tudo que está rolando no mundo dos famosos!