WhatsApp amplia prazo para aceitar novos termos de privacidade

Usuários que não aceitarem a nova política do aplicativo não terão mais suas contas excluídas após 15 de maio

Por: Gabriel Figueiredo Monteiro. | 07 maio - 18:23

Após grande polêmica envolvendo a nova política de privacidade do WhatsApp, a empresa recuou e não excluirá contas que não a aceitarem até o prazo de 15 de maio.

A informação foi, primeiramente, divulgada pelo Twitter do veículo de comunicação indiano Press Trust of India e logo depois confirmada em nota pelo próprio WhatsApp.

Segundo a empresa, nenhuma conta será prejudicada por não aceitar os novos termos impostos. No entanto, Constantes avisos aparecerão para os usuários pedindo a aceitação.

Após certo tempo, segundo o aplicativo, os usuários que não aceitarem terão acesso suspenso à lista de conversas, mas ainda poderão trocar mensagens e fazer ou receber ligações.

Após algumas semanas com os recursos limitado, o aplicativo não enviará mais notificações e as chamadas e mensagens serão bloqueadas.

Mesmo que com funções suspensas, as contas permanecerão inativas e não serão excluídas como era previsto anteriormente.

Por enquanto, esse é o posicionamento do aplicativo de mensagens perante as críticas que vem recebendo ao redor do mundo.

Veja também:

Procon-SP notifica Facebook para mais esclarecimentos sobre a nova política de privacidade do WhatsApp

WhatsApp Pay, ferramenta de pagamentos do aplicativo, chega ao Brasil

WhatsApp pode ganhar recurso para revisar mensagens de voz antes do envio

WhatsApp Beta recebe função para acelerar mensagens de voz.

 

Confira os últimos acontecimentos no Estado de São Paulo: