Signal testa pagamentos com criptomoedas

Novo recurso está disponível para usuários no Reino Unido e promete segurança e privacidade durante as transações

Por: Gabrielle Gonçalves | 08 abril - 22:50

Nesta semana, o Signal anunciou que está testando um recurso que aceita pagamentos e transferências por criptomoedas dentro do app. O Signal Payments está em fase de testes para usuários de Android e iOS no Reino Unido. A ferramenta será integrada à MobileCoin, uma criptomoeda pensada para dispositivos móveis.

Foto: Divulgação/Signal

O Signal é um aplicativo de mensagens instantâneas, assim como o WhatsApp e o Telegram. Ele tem se tornado bastante popular no mundo inteiro devido à sua criptografia de ponta a ponta, com código aberto, que promete maior segurança e privacidade aos usuários.

A MobileCoin, que será usada pelo mensageiro, foi escolhida pensando justamente nisso. O Signal quis criar uma forma de que ninguém além do pagador e recebedor pudesse observar ou rastrear as transações. “Como sempre, nosso objetivo é manter seus dados em suas mãos, não nos nossos. O design do MobileCoin significa que a Signal não tem acesso ao seu saldo, histórico completo de transações ou fundos ”, afirmou o chefe de crescimento e comunicações da Signal, Jun Harada, em um post no blog do aplicativo.

Para garantir o anonimato dos pagamentos e transferências, a MobileCoin usa o protocolo CryptoNote e a técnica Ring Confidential Transactions. Os dois “misturam” as transações dos usuários, o que torna o seu rastreio mais difícil e oculta a quantidade de transações.

A criptomoeda tem quase 250 milhões de moedas disponíveis, que, atualmente, valem US$ 17 bilhões. No entanto, ela ainda não é aceita por bens e serviços no mundo real, por isso, é preciso fazer a conversão para as moedas tradicionais. Outro problema da MobileCoin é a sua volatividade.

Para solucionar esses inconvenientes, os fundadores do Signal dizem, que no futuro, poderá ser possível adicionar um recurso que converta a MobileCoin em moeda real ou em uma criptomoeda mais estável durante os pagamentos e, depois, “desconverter” para o destinatário.

O serviço, por enquanto, está disponível apenas para usuários do Reino Unido. A MobileCoin ainda não pode ser enviada para usuários de outras localidades. Mesmo assim, segundo o site Wired, o Signal pretende levar a experiência de pagamentos com criptomoedas para o mundo todo.

Confira os últimos acontecimentos no Estado de São Paulo: