Redes sociais como Twitter e Facebook estão trabalhando contra a venda de falsos cartões de vacinas em suas plataformas

Há muitos casos de pessoas que conseguiram comprar comprovantes falsos de vacinas contra o Covid-19 por meio da internet

Por: Adriane Garotti | 09 abril - 16:19

Atualmente, a espera pela vacina contra o Covid-19 é o que vem tomando espaço no noticiário e na vida das pessoas. Porém, de acordo com o plano de vacinação de cada país, é necessário esperar sua faixa etária para poder se imunizar contra a doença. 

Toda essa espera está fazendo com que aconteçam muitos golpes no mundo virtual. Segundo uma reportagem do jornal The New York Times, plataformas como Marketplace – que é do Facebook -, Twitter, Etsy, Shopify e eBay, servem como mecanismos para que criminosos passem a vender falsos cartões de vacinas para quem estiver interessado. 

Máscara azul apoiada no notebook

(Foto: Reprodução/Pixabay)

Essa é uma forma de algumas pessoas conseguirem por meio ilegal um comprovante que, supostamente, mostre que ela já está imunizada contra a doença. Entretanto, os meios pelos quais esses tipos de documentos foram adquiridos é o que está preocupando a Associação Nacional de Procuradores-Gerais (NAAG) dos Estados Unidos. 

Recentemente, a associação assinou uma carta pedindo para que os CEOs das principais plataformas que estão acontecendo esse tipo de crime tomem atitudes imediatas para tentar romper o ciclo de vendas de documentos ilegais na internet. 

Esse movimento de contenção desse tipo de conteúdo pode ser feito através do bloqueio dos anúncios, banimento de perfis que façam publicações de vendas dos documentos falsos, entre muitos outros. 

“Como resultado, estamos pedindo que você adote ações imediatas para evitar que suas plataformas sejam usadas como um veículo para promover esses atos fraudulentos e enganosos que prejudicam nossas comunidades”, solicitou a carta. 

Posicionamento das plataformas

Por enquanto, o Twitter e o Facebook não deram uma resposta oficial sobre esse pedido da associação, mas é importante lembrar que a venda de qualquer documento falso dentro dessas plataformas já é uma violação contra a política de uso dos aplicativos. Já o eBay, informou que todas as medidas possíveis de bloqueio para esse crime já estão sendo tomadas.

LEIA MAIS:

Golpes on-line com tema da vacinação aumentaram 530% em três meses

WhatsApp lança pacote de figurinhas em apoio à vacinação

Confira os últimos acontecimentos no Estado de São Paulo:


Deixe seu comentário

BOMBOU!

Recomendadas para você