Facebook envia aviso a usuários de IOS justificando o rastreamento de dados

Apple incluiu, em sua última atualização, um recurso que obriga empresas a pedir autorização dos usuários para rastrear suas ações em outros apps e sites

Por: Gabriel Figueiredo Monteiro. | 02 maio - 20:01

A Apple criou um novo paradigma no mercado digital com o lançamento da ultima versão do IOS, 14.5.

A empresa comprou briga com gigantes da tecnologia por ter incluído na atualização um mecanismo de bloqueio de rastreamento de dados. Muitas empresas gravam a atividade de seus usuários em outros aplicativos e sites para traçar perfis e vender anúncios personalizados para outras empresas interessadas em vender seus produtos e serviços.

A Facebook já se posicionou contra a medida da fabricante do iPhone e, nesta semana, começou a enviar uma notificação aos usuários que utilizam a versão 14.5 pedindo autorização para manter o rastreamento e explicando os motivos pelos quais os usuários deveriam concordar como os termos de uso.

Alertas originais do Facebook e Insagram

Alertas foram enviados para usuários do Facebook e Instagram. (Foto: divulgação/Apple)

No alerta a empresa escreve: “Essa versão do IOS nos obriga a pedir permissão para rastrear alguns dados deste dispositivo para melhorar seus anúncios. Veja como limitam0s o uso destas informações se você não ligar essa configuração no seu aparelho”.

A empresa diz que usa esses dados para mostrar anúncios mais personalizados e apoiar pequenos e médios negócios que contam com esses anúncios para alcançar seus clientes.

O Facebook ainda diz que a prática ajuda a manter seus serviços gratuitos e já prevê um impacto na receita para o próximo semestre. A empresa foi muito beneficiada pelo isolamento social e, só no primeiro semestre, viu sua receita crescer cerca de 48%. Os números são influenciados, principalmente, pelos valores arrecadados com anúncios na rede social.

A mesma mensagem também foi apresentada aos usuários do aplicativo Instagram, que também pertence à Facebook.

Em um artigo postado em seu  Blog oficial, a empresa critica os alertas enviados pela Apple aos dispositivos que já atualizaram o sistema operacional: ” o novo prompt [espécie de notificação] da Apple sugere que há uma troca entre publicidade personalizada e privacidade; quando, na verdade, podemos e fornecemos ambos . O prompt da Apple também não fornece contexto sobre os benefícios dos anúncios personalizados”.

No fim das contas, fica a cargo do usuário escolher o que fazer com seus dados pessoais.

Veja também:

UE acusa Apple de práticas anticompetitivas em serviços de streaming de música

Confira todas as novidades da versão 14.5 do IOS

Nova política do iOS provoca tensões entre Apple e Facebook

Apple decide punir aplicativos que derem “prêmios” em troca da ativação do rastreamento

Saiba como alterar a voz da assistente Siri no IOS 14.5

Confira os últimos acontecimentos no Estado de São Paulo: