Alemanha proíbe temporariamente Facebook de coletar dados pelo WhatsApp

A ação foi movida contra a recente atualização dos termos de uso do aplicativo

Por: Gabriel Figueiredo Monteiro. | 11 maio - 19:47

A Agência de Proteção de Dados de Hamburgo, Alemanha, proibiu, nesta terça-feira (11), o Facebook de utilizar dados pessoais coletados pelo aplicativo de mensagens WhatsApp para fins próprios.

A decisão é decorrente de uma ação movida contra os novos termos de uso obrigatórios do aplicativo que, na visão da agência, são extremamente amplos, inconsistentes e nada transparentes.

A suspensão tem duração de três meses e, segundo o WhatsApp, não impactará na implementação dos novos termos de privacidade.

O chefe do órgão regulador de Hamburgo, Johannes Caspar, diz que a decisão visa proteger os direitos e liberdade de milhões de usuários que consentem com as condições de uso em toda a Alemanha.

Os novos termos de uso vem causando muita polêmica e diversos problemas para a Facebook. Antes com data limite de 15 de maio, a obrigatoriedade já foi adiada diversas vezes e passa por processos judiciais em outros países do mundo.

Os dados captados são, sumariamente, utilizados pela plataforma para direcionar publicidade personalizada para seus usuários. O negócio é a principal fonte de renda da plataforma e  também enfrenta problemas com a recente atualização do IOS 14.5.

Veja também:

Facebook emitirá aviso quando usuários forem compartilhar notícias sem ler

Autoridades dos EUA pressionam Facebook contra a criação de Instagram para crianças

Facebook envia aviso a usuários de IOS justificando o rastreamento de dados

Nova política do iOS provoca tensões entre Apple e Facebook

WhatsApp Pay, ferramenta de pagamentos do aplicativo, chega ao Brasil

Confira os últimos acontecimentos no Estado de São Paulo:


Deixe seu comentário

BOMBOU!

Recomendadas para você