Xiaomi lançou os smartphones Mi 11X e Mi 11X Pro com processadores e câmeras poderosas

Os dispositivos ainda não chegaram no Brasil, somente na Índia

Por: Aline Rocha Lemos | 24 abril - 14:47

A marca anunciou nesta sexta-feira (23), seus novos dispositivos com câmera tripla de até 108 megapixels, conectividade 5G, processadores Snapdragon de 870 e 888.

A Xiaomi é um dos fabricantes de smartphones mais econômicos e populares do mundo, ganhou um público enorme, e altas vendas durante os últimos anos. A marca está em terceiro lugar no ranking de maiores vendas e produto de qualidade, ficando atrás apenas da Apple e Samsung.

Os novos dispositivos Mi 11X e Mi 11X Pro foram lançados na Índia

Xiaomi Mi 11X Pro – Imagem: Divulgação/Xiaomi

Os novos dispositivos foram lançados na Índia, e ainda não sabemos quando chegará no Brasil. Os dois dispositivos são bem parecidos, ambos com módulo de câmera relativamente fino que tem dois olhos distintos, a tela de 6,7 polegadas, com taxa de atualização de 120 Hz, bateria de ambos são de 4.520 mAh, e carregamento em 33W. Os dois celulares acompanha Android 11 (MIUI 12) de fábrica, e conectividade 5G.

O Xiaomi Mi 11X acompanha um processador Snapdragon 870, memória RAM de 6/8 GB e armazenamento interno de 128 GB. Enquanto o Mi 11X Pro vem com processador Snapdragon 888, com até 256 GB de armazenamento interno e 8 GB de RAM.

Quanto as câmeras, o Mi 11X Pro recebe um sensor ISOCELL HM2 de 108MP, enquanto a inferior tem Sony IMX582 antigo de 48MP. As outras duas câmeras são iguais, uma ultra grande de 8 MP e e uma macro de 5 MP.

Estão disponíveis nas cores branco, prata e preto. Abaixo confira os valores:

Mi 11X de 6 GB RAM e 128 GB: 29.999 rúpias (R$ 2.180,00)
Mi 11X de 8 GB RAM e 128 GB: 31.999 rúpias (R$ 2.320,00)
Mi 11X Pro de 8GB RAM e 128 GB: 39.999 rúpias (R$ 2.905,00)
Mi 11X Pro de 8 GB RAM e 256 GB: 41.999 rúpias (R$ 3.050,00)

LEIA MAIS:

Xiaomi Mi Mix Fold com tela dobrável vendeu mais de 30 mil unidades em 1 minuto na China

Xiaomi e Oppo se juntaram ao Google na fabricação de seus próprios chipsets

Confira os últimos acontecimentos no Estado de São Paulo: