Próximos iPhones poderão prever se a carga irá aguentar até o próximo carregamento

Usuários serão aconselhados a carregar o dispositivo mesmo que a bateria esteja acima de um limite determinado

Por: Gabrielle Gonçalves | 07 abril - 22:34

A Apple registrou uma patente que indica que os próximos iPhones poderão prever se a carga irá aguentar até o próximo carregamento e enviar uma notificação aos usuários em caso negativo. O aparelho vai monitorar informações como localização, hora do dia, movimento e se está conectado a uma tomada.

Normalmente, os smartphones da Apple já avisam os usuários quando a carga está ficando fraca. Também é possível programá-los para entrarem em modo economia de bateria quando isso acontece. No entanto, a marca quer melhorar essa função. Segundo ela, o aviso não é recebido a tempo de o usuário tomar uma ação corretiva.

A patente para os futuros iPhones pode determinar “se o dispositivo de armazenamento de energia terá um nível de carga restante abaixo de um valor limite predeterminado antes do próximo tempo de carregamento previsto.”

Detalhe da patente mostrando um histórico de carregamento monitorado pelo iPhone. Foto: Reprodução/AppleInsider

Por exemplo: de segunda a sexta-feira, o usuário carrega o smartphone quando chega ao trabalho às 8h30 e novamente, quando chega em casa às 22h30. Se o sistema determinar que a bateria disponível não será suficiente para o próximo carregamento, o usuário será aconselhado a colocar o dispositivo na tomada, mesmo que a carga esteja acima do nível determinado para receber o aviso de “bateria fraca”.

No caso de o usuário carregar o aparelho às 22h30 e ao chegar esse horário, o dispositivo ainda tiver 30% de carga restante, ele não enviará uma notificação. Mas se as informações atuais e as armazenadas indicarem que o iPhone não aguenta até a próxima carga, ele receberá o aviso mesmo que o estado atual seja maior que o limite fixo de 10%.

A patente também entra em detalhes sobre quando um iPhone pode rastrear o uso de energia, por quanto tempo ele vai manter os dados e em que intervalos inicia essa rotina de carregamento preditivo. Isso pode ser feito utilizando a localização e até o Apple Watch do usuário.

Como em qualquer patente da Apple, assuntos que envolvam a localização dos clientes, também envolvem questões de privacidade. Segundo a fabricante, a localização poderá ser anônima.

Fonte: AppleInsider

Confira os últimos acontecimentos no Estado de São Paulo:

Deixe seu comentário

BOMBOU!

Recomendadas para você