Celulares da Motorola terão suporte para línguas indígenas

Aparelhos com Android 11 podem ter acesso às línguas Kaingang e Nheengatu do Brasil

Por: Gabrielle Gonçalves | 25 março - 19:07

Nesta quinta-feira (25), a Motorola anunciou suporte para duas línguas indígenas faladas no Brasil: Kaingang e Nheengatu. A novidade vale para todos os smartphones da marca atualizados com o Android 11 ou que já saiam da fábrica com o sistema operacional.

Foto: Divulgação

“Acreditamos que esta iniciativa aumentará a conscientização em relação à revitalização destes idiomas, e não apenas impactará as comunidades com as quais trabalhamos diretamente”, afirmou a diretora-executiva da Motorola para globalização de software, Janine Oliveira, em entrevista ao portal de notícias The Verge.

O Kaingang é uma língua falada por comunidades do Sul e do Sudeste do Brasil, nos estados de São Paulo, Paraná, Santa Catarina e Rio Grande do Sul. A Organização das Nações Unidas para a Educação, a Ciência e a Cultura (UNESCO) classificou o idioma como “definitivamente ameaçado de extinção”. Já o Nheengatu é um idioma da família de línguas Tupi-Guarani e possui falantes no Brasil, Colômbia e Venezuela. A UNESCO o considera “severamente ameaçado de extinção”.

Para a iniciativa, a Motorola contou com a parceria do pesquisador em antropologia cultural e línguas indígenas pela Unicamp, professor Wilmar D’Angelis, e de comunidades indígenas falantes dos idiomas. A fabricante de celulares tem trabalhado para compartilhar o Kaingang e o Nheengatu em programas de código aberto, como o Android Open Source Project. A empresa também teve que personalizar o teclado e trabalha com o Google no processo de inclusão das línguas no G-board.

“Ao compartilhar nossa inovação com outros fabricantes e profissionais da globalização, estamos ampliando o impacto desse projeto, pavimentando o caminho para que mais línguas indígenas estejam disponíveis no Android no futuro”, completou Janine Oliveira.

Confira os últimos acontecimentos no Estado de São Paulo: