Microsoft revela que nunca teve lucro com a venda de seus consoles

Empresa diz que venda de consoles funciona como "subsídio" e que, ainda assim, sua divisão de games é lucrativa

Por: Gabriel Figueiredo Monteiro. | 07 maio - 21:53

Em mais um capítulo da briga judicial entre Epic Games e Apple, a Microsoft revelou importantes informações de seu setor de jogos digitais.

Chamada para testemunhar em favor da desenvolvedora de Fortnite, a empresa revelou que não fatura nada com a venda de seus consoles.

Ao ser questionada sobre a margem de lucros obtida sobre a venda dos produtos, Lori Wright, Chefe de Desenvolvimento de Negócios do Xbox respondeu: “Não temos! Vendemos os consoles com prejuízo”.

Para além, quando questionada, a representante da Microsoft disse que a venda de consoles nunca trouxe lucros à empresa.

No entanto, poucas horas após a declaração, a própria Microsoft enviou uma nota ao site The Verge. Nela, a empresa explica que, mesmo que tenha prejuízo com os consoles, a divisão de games continua rentável.

Segundo o porta-voz, os negócios envolvendo hardwares para jogos é tradicionalmente tratada como um “modelo de subsídio”, ou seja, a empresa aplica dinheiro para conseguir outras vantagens.

No caso, a venda de consoles a preços menores atrai novos consumidores e, então, a empresa pode lucrar com venda de jogos, DLCs e serviços de assinatura on-line, como é o caso do elogiado Xbox Game Pass, serviço de assinatura de jogos da empresa.

No Brasil, o Game Pass é oferecido por R$ 29,99 no plano básico mensal e R$44,99 para o plano Ultimate.

Veja também:

FPS Boost nos Xbox Series X/S ganha suporte para novos 74 jogos

Microsoft relata dados com forte crescimento do Xbox, Windows e nuvem

Xbox Live Gold não será mais necessária para multiplayer de jogos gratuitos

Microsoft relata dados com forte crescimento do Xbox, Windows e nuvem

Confira os últimos acontecimentos no Estado de São Paulo: