Homem que planejava explodir data center da Amazon é preso nos EUA

O FBI descobriu todo o plano do suspeito através do aplicativo de mensagens criptografadas Signal

Por: Adriane Garotti | 12 abril - 17:07

Na última quinta-feira (08), um homem que é suspeito de planejar explodir o data center da Amazon, em Ashburn, no estado da Virgínia, foi preso pelo FBI, a polícia federal dos Estados Unidos. Segundo a polícia, o homem também confessou que fez parte da invasão ao Capitólio em janeiro deste ano.

Segundo um comunicado à imprensa, as informações apontam que Seth Aron Pendley, de 28 anos, tinha a intenção de realizar seu plano e “matar em torno de 70% da internet”. Ele só foi detido antes devido a uma investigação que acabou levando a polícia até conversas que ele estava tendo em aplicativos de mensagens. 

Logo do Amazon Web Services

(Foto: Divulgação/Amazon)

Um agente do FBI disfarçado se passou por um traficante de explosivos no app, através disso o homem chegou a entrar em contato com o suposto vendedor ilegal para conseguir dar prosseguimento ao seu plano de explodir o data center da empresa. Toda a troca de mensagens com o infiltrado do FBI foi realizada através do Signal, um aplicativo de mensagens criptografadas. 

O começo da investigação foi devido a uma postagem de Pendley no fórum online “My Militia”, que é uma ferramenta na internet onde é possível realizar postagens sobre os mais diversos assuntos e debater sobre eles através de mensagens. Após o suspeito dizer que gostaria de “conduzir um pequeno experimento”, um usuário anônimo informou a polícia sobre a postagem. 

Amazon Web Services

Esse serviço, criado em 2006, conhecido também como data center da Amazon ou AWS, é onde estão hospedados diversos sites e outros tipos de serviços ao redor do mundo, além da própria Amazon. Ele é um serviço de computação em nuvem, ou seja, é um local onde são gerenciados, armazenados e executados muitos dados importantes de todas as plataformas e empresas que a Amazon dá suporte necessário.

LEIA MAIS:

Trabalhadores da Amazon votam contra campanha sindical em Alabama

O Mozilla Firefox encerra suporte aos dispositivos Fire TV e Echo Show da Amazon

Confira os últimos acontecimentos no Estado de São Paulo:


Deixe seu comentário

BOMBOU!

Recomendadas para você