Google Chrome não permitirá que sites usem cookies de terceiros

O Google está avançando com sua tecnologia de substituição de cookies de terceiros

Por: Aline Rocha Lemos | 31 março - 08:13

Google comunica que essa nova afirmação só afetará cookies de terceiros, que são os cookies que vêm de fora de seus próprios domínios, a mudança, teoricamente, torna mais difícil para os anunciantes rastrear sua atividades na web, e veicular anúncios direcionados. Os cookies são utilizados pelos sites principalmente para identificar e armazenar informações sobre os visitantes, eles são pequenos arquivos de texto que ficam gravados no computador do internauta e podem ser recuperados pelo site que o enviou durante a navegação.

Google Chrome não aceitará cookies de terceiros

Imagem: Divulgação

O Safari e Firefox já bloquearam esses cookies, mas quando se trata de participação de mercado, o Chrome é o líder, portanto, sua transição é maior, e assusta muitos rastreadores de anúncios.

Segundo um relatório da União Europeia sobre proteção de dados que analisou 500 sites, 70% dos cookies são de terceiros, e rastreiam atividades para fornecer publicidade personalizada, algo muito perigoso, pois toma toda sua privacidade na web. Outros servem para personalizar os serviços oferecidos pela site, em função do navegador ou forma como usamos os dados.

O Google afirmou que não tem intenção de substituir cookies de terceiros por “identificadores alternativos para rastrear indivíduos enquanto eles navegam na web”, isso parece uma vitória para privacidade de todos. A empresa diz, que não quer prejudicar a indústria da publicidade online, aquela que ela domina e com a qual ganha todo o seu dinheiro. Em vez disso, o Google deseja substituir o cookie de rastreamento de terceiros por um conjunto complicado de tecnologias, que permitem que as empresas de publicidade direcionem dados de gráficos específicos, como idade e localização, ao mesmo tempo em que permitem que as pessoas que são direcionadas, permanecerá anônima.

A empresa está avançando com um “teste de origem”, para uma dessas novas tecnologias. O FLoC (Aprendizado Federado de Coortes) está com um teste de origem para os sites poder começar o teste sem solicitar que os usuários do navegador ativem sinalizadores específicos. O recurso será ativado lentamente dentro do Chrome, depois do teste beta, a versão será disponível para a maioria das pessoas usarem.

LEIA MAIS:

Em breve Google estará surpreendendo com grandes atualizações de rotas no Google Maps

Facebook e Google estão investindo em cabos submarinos para ligar América do Norte e Sudeste da Ásia

Confira os últimos acontecimentos no Estado de São Paulo: