Facebook, Uber e Microsoft planejam a volta de seus funcionários aos escritórios

Retorno do Facebook será em Maio, já a Uber e Microsoft em 29 de Março

Por: Aline Rocha Lemos | 27 março - 15:34

Apesar do mundo ainda estar vivendo a maior pandemia do COVID-19, algumas empresas irão voltar com seus funcionários aos escritórios, o Facebook está planejando iniciar o seu retorno ao trabalho presencial em maio, após um ano trabalhando remotamente devido ao corona vírus, afirma Bloomberg.

Empresas voltaram a trabalhar presencial com medidas de restrições do Covid-19

Imagem: Freepik

O CEO do Facebook, Mark Zuckerberg, anunciou no início da pandemia que seus funcionários ficariam trabalhando remoto nos próximos cinco anos, mas até então, o trabalho presencial, em uma capacidade limitada de funcionários, ficou com um necessidade maior, e por esse motivo, está em futuro imediato de voltar presencial.

Segundo Bloomberg, o Facebook está reabrindo seus escritórios na Bay Area, incluindo uma sede em Menlo Park, mas com capacidade limitada de 10% dos funcionários para começar. A empresa espera que não atinjam 50% de seus escritórios, até setembro.

O Uber, que é empresa de compartilhamento de serviços de carros, voltará ainda mais cedo com os funcionários presenciais, em 29 de março, a sede que será reaberta em Mission Bay, São Francisco. A capacidade máxima será de 20% ao total. Ambas empresas seguiram as restrições ao COVID-19, exigindo máscara cobrindo nariz e boca, limpezas regulares e álcool em gel a todo momento.

A Microsoft também reabrirá em 29 de março, a sede em Redmond, Washington. A companhia espera que funcionários trabalhe com tempo parcial em casa. Os planos do Google com a Microsoft ainda são um pouco incertos, referente as respostas enviadas ao The Verge. Talvez os funcionários trabalhe alguns dias home office, e outros no escritório, aguardaremos respostas mais concretas.

LEIA MAIS:

Twitter planeja reações com emojis assim como no Facebook

Pesquisadores de defesa Avaaz, envia um relatório ao Facebook sobre ter evitado repercussão notícias falsas

Confira os últimos acontecimentos no Estado de São Paulo: