Dica: Seis opções de ferramentas que podem substituir o Microsoft Office

As ferramentas gratuitas são uma opção para quem não assina os programas da Microsoft

Por: Adriane Garotti | 22 março - 19:53

O crescimento no número de pessoas que passaram a trabalhar e estudar de casa – muitas vezes através do próprio computador – aumentou significativamente em decorrência da pandemia do novo coronavírus. 

Em função dessa mudança, o principal problema relatado no último ano é que muitos desses usuários não têm acesso a ferramentas pagas como, por exemplo, o pacote da Microsoft Office. 

Logo dos programas da Microsoft Office

Os principais programas do pacote Office. (Foto: Divulgação/Microsoft Office)

O acesso a programas que exigem assinatura mensal para que todas as atualizações dos programas sejam disponibilizadas, na maioria das vezes, são pagas por empresas, escolas e universidades que fazem pacotes para que seus funcionários e alunos tenham como acessar tais ferramentas nas dependências das instituições. 

Por isso, durante esse momento de isolamento social e home office – trabalhar de casa – o site Olhar Digital separou uma lista com 6 ferramentas que podem auxiliar a vida de quem depende das funcionalidades que apenas o Microsoft Office oferece.

É importante ressaltar que a própria Microsoft permite que muitos programas possam ser usados gratuitamente de forma on-line, basta ter uma conta cadastrada. 

1 – Open Office

A ferramenta desenvolvida pela Apache é considerada a alternativa que chega mais perto do suporte que os programas do Office oferecem. O pacote possui os seguintes programas:  Writer, que é parecido com o Word; Impress, que pode ser comparado ao PowerPoint; Calc, que tem semelhança com o Excel e, por fim, o Base, que é uma variante do Access da Microsoft. Disponível para Windows, Linux e macOS.

2 – LibreOffice

Desenvolvido pela The Document Foundation, o programa é considerado concorrente do Open Office. Isso acontece porque as ferramentas disponíveis são muito semelhantes à citada anteriormente. O único diferencial é o Math, um programa que consegue editar e criar fórmulas matemáticas. Disponível para Windows, Linux e macOS

3 – WPS Office

Muito parecida com os programas pagos da Microsoft Office, essa ferramenta permite acesso a suportes que conseguem substituir os famosos Word, PowerPoint e Excel. O diferencial está na possibilidade de armazenar arquivos na nuvem  e trocá-los com outros usuários através do WPS Office Cloud. Disponível para Windows, Linux, macOS, Android e iOS.

4 – Google Docs

Este parece ser o mais conhecido como alternativa dos usuários. Isso se deve ao fato de ser possível trabalhar e salvar os arquivos de forma on-line, ou seja, você precisa de conexão a uma rede de internet. As ferramentas disponíveis permitem edição de textos, apresentações e planilhas. 

5 – OnlyOffice

A ferramenta possui programas muito semelhantes aos da Microsoft como Excel, Word e PowerPoint. Entretanto, o produto desenvolvido pela Ascensio System SIA necessita de conexão com a internet, pois o acesso é através de portal privado. 

6 – CryptPad

Este é muito parecido com o famoso Google Docs, pois também precisa de conexão com a internet para poder ser utilizado de forma on-line. Possui editores de texto, planilhas e apresentações, semelhantes aos da Microsoft Office. A ferramenta é conhecida por ter os dados dos conteúdos protegidos, devido a criptografia que é usada nos programas e, também, por oferecer ferramentas de organização semelhantes ao aplicativo Trello.

LEIA MAIS:

Mouse Bluetooth de 2,9 cm promete ter diversas utilidades

Primeiro tweet do mundo faz aniversário de 15 anos e está à venda

Confira os últimos acontecimentos no Estado de São Paulo:


Deixe seu comentário

BOMBOU!

Recomendadas para você