Dados de 4,8 milhões de usuários da Descomplica vazam na internet

Endereços de e-mail, telefones e até parte do número de alguns cartões de crédito foram postados de forma gratuita

Por: Gabriel Figueiredo Monteiro. | 29 abril - 16:18

Dados pessoais de cerca de 4,8 milhões de usuários da plataforma de ensino “Descomplica” vazaram gratuitamente em um fórum na internet.

Segundo a própria plataforma, os vazamentos podem contar com telefones, endereços de e-mail, histórico acadêmico e números de CPF.

Números parciais  de cerca de 1,4 milhão de cartões de crédito também foram postados no mesmo fórum e atribuídos a usuários da Descomplica.

No entanto, contam apenas com os seis primeiros e quatro últimos dígitos e não acompanham o código de segurança (CVV), necessário para realizar transações on-line.

A plataforma, prevendo possíveis tentativas de golpe, alerta seus clientes que não pede dados pessoais por mensagens de texto ou e-mail.

O vazamento é fruto de um ataque hacker relatado pela plataforma no dia 14 de março. A Descomplica indicou em um comunicado que já está “tomando as medidas necessárias, desde segurança, até medidas criminais perante a DRCI (Delegacia de Repressão a Crimes de Informática)”.

No mesmo comunicado publicado na Central de Ajuda, a empresa diz que todo o sistema está funcionando normalmente e que as atividades pedagógicas e o plano de ensino não devem ser interrompidos.  Ainda revela que todas as senhas vazadas estão criptografadas e dificilmente serão acessadas.

A empresa aproveita a situação para reforçar que os usuários devem trocar periodicamente suas senhas a fim de aumentar sua segurança digital.

Para quaisquer dúvidas sobre os vazamentos ou problemas com a plataforma, a Descomplica pede que os usuários entrem em contato direto pela central de ajuda ou pelo e-mail.

Veja também:

Brechas no Facebook permitiriam manipulações por líderes políticos

Vazam informações de 1,3 milhões de usuários do aplicativo Clubhouse

Site permite que usuários verifiquem se tiveram seus dados expostos no vazamento do Facebook

Dados de milhões de usuários do LinkedIn são vazados e vendidos na internet

Vazam dados pessoais de meio bilhão de usuários do Facebook

Confira os últimos acontecimentos no Estado de São Paulo: