Xiaomi diz que pela falta de chips, possa ser que seus celulares aumente os preços

Covid-19 é o principal motivo pela falta de chips no mundo, confira

Por: Aline Rocha Lemos | 26 março - 09:55

Devido a escassez global de chips está aumentando, pois em meio a uma pandemia e a adesão do trabalho remoto, muitos consumidores tiveram que comprar computadores, notebooks e diversos aparelhos eletrônicos, com isso, teve o resultado no aumento por demanda de chips, e causou a escassez no mercado global.

Escassez de chips, aumentará valores dos eletrônicos

Imagem: Showmetech

O presidente da fabricante chinesa Xiaomi, Wang Xiang, afirma nesta quarta-feira (24), que essa despesa pode ser repassada para seus consumidores.

“Continuaremos a otimizar os custos de nossos dispositivos de hardware, com certeza”, disse ele durante a chamada de ganhos do quarto trimestre da empresa”, afirmou o executivo.

O principal motivo para essa escassez acontecer, é o novo COVID-19, as sanções contra as principais empresas de tecnologia chinesas e uma demanda acima do esperado de smartphones, computadores, tablets, entre outros. Os consumidores se viu obrigados a comprar os eletrônicos por ser preciso trabalhar em casa, remotamente.

A Qualcomm, fornecedora principal da Xiaomi, informou que está lutando para atender pedidos das grandes marcas de smartphones, relata Reuters. A fabricante fornece para diversas marcas como Samsung, Motorola, Realme e está levando mais de 30 semanas para fazer a entrega dos seus pedidos.

Mas, deixando o problema dos chips à parte, a Xiaomi registou um aumento na receita anual de 24,8% no quarto trimestre, atingindo US$ 10,8 milhões. No entanto, está com grande aumento de vendas em seus smartphones.

LEIA MAIS:

Novo celular da Xiaomi terá lentes líquidas

Xiaomi anuncia os novos lançamentos Poco X3 Pro e Poco F3, confira

Confira os últimos acontecimentos no Estado de São Paulo:

Deixe seu comentário

BOMBOU!

Recomendadas para você