Receita Federal realiza leilão e oferece produtos da Apple mais baratos

Interessados podem enviar propostas até às 21 horas desta segunda-feira

Por: Gabrielle Gonçalves | 05 abril - 19:19

A Receita Federal está promovendo um leilão e oferecendo produtos da Apple por preços mais amigáveis. São aparelhos que foram apreendidos pelo órgão ou então abandonados. Alguns lotes têm iPhone 7 e iPad Air 2 a partir de 400 reais. A sessão virtual está marcada para terça-feira (6), mas os interessados devem enviar as propostas até às 21 horas de hoje (5).

Foto: Divulgação/Receita Federal

Tanto pessoas físicas quanto jurídicas podem participar do leilão da Receita Federal. Ao todo, são 82 lotes de eletrônicos ofertados. As pessoas físicas podem demonstrar interesse nos produtos de número 1 ao 50, enquanto as jurídicas, nos números em diante. Os lances iniciais das empresas partem de 8,3 mil reais.

O evento é realizado pela unidade da Receita no Aeroporto Internacional de Viracopos, em Campinas, interior do Estado de São Paulo. Por causa da pandemia, os compradores não poderão verificar o estado dos produtos pessoalmente, mas terão a chance de agendar uma chamada de vídeo pelo WhatsApp para tal. Os agendamentos são feitos pelo telefone (19) 3725-6654.

É preciso ressaltar que, em alguns lotes, a Receita Federal classifica o produto como “remanufaturado” e afirma que não há garantias de funcionamento dos itens. Quem conseguir os aparelhos também precisa pagar pelo envio do produto ou providenciar a retirada em Viracopos. Também é importante destacar que o órgão proíbe revendas.

Como faço para participar?

O indivíduo ou a empresa precisam ter acesso a um e-CAC, certificado eletrônico emitido pela própria Receita Federal, para poder participar do leilão. Depois, é preciso acessá-lo por meio deste endereço. Em seguida, os interessados selecionam o Edital de Leilão nº 0817700/000002/2021 e acionam a opção “Incluir Proposta”.

Os lances devem ter um valor acima do mínimo proposto em cada lote. Depois que isso é feito, apenas as propostas que ficam 10% abaixo do valor mais alto são aceitas e passam para uma segunda etapa. As pessoas físicas ou jurídicas recebem, então, uma autorização digital e participam do pregão virtual, no qual podem dar lances maiores pelos lotes até que a proposta de maior valor seja oferecida.

Os pagamentos precisam ser realizados no próximo dia útil. Eles podem ser feitos integralmente ou então em duas prestações: 20% no primeiro dia útil após a data do leilão e os 80% restantes nos próximos 8 dias.

Confira os últimos acontecimentos no Estado de São Paulo: