Toyota compra divisão de carros autônomos da Lyft

A fabricante de carros Toyota investiu US$ 550 milhões

Por: Aline Rocha Lemos | 27 abril - 07:25

Nesta segunda-feira (26), foi anunciado que a Toyota comprou parte dos carros da empresa de caronas Lyft. Isso mostra uma série de aquisição que está ocorrendo no mundo dos carros autônomos, o investimento neles cresce a todo momento.

A empresa Woven Planet Holding, é uma subsidiária da Toyota, vai adquirir a divisão de veículos autônomos da Lyft, a Level 5, por 550 milhões de dólares . A empresa fez uma divisão de valores, irá receber US$ 200 milhões à vista em dinheiro, e o restante, US$ 350 milhões, será pago a Lyft em cinco anos. A Toyota confirma que irá usar os dados e a plataforma da frota da Lyft para qualquer serviço comercial que eventualmente possa lançar a sua subsidiária Woven Planet.

Toyota investi em carros autônomos da Lyft

Imagem: Divulgação/Lyft

A finalização da compra deve ser fechada no terceiro trimestre de 2021, onde a Lyft encerra sua jornada de quatro anos de desenvolvimento de seus próprios carros autônomos. Essa foi uma tentativa de parar de perder dinheiro, afirma Lyft. A concorrente Uber fez a mesma coisa que a Lyft, ela vendeu seu projeto AV para Aurora ano passado. Aurora é um startup fundada pela ex-chefe do projeto autônomo do Google.

A empresa Lyft investiu em muitos carros autônomos desde 2017, dizendo que em 2021 a maioria de suas viagens aconteceria com veículos autônomos, mas parece que a empresa de enganou e não obteve muito sucesso em seus veículos, os carros permanecia muito longe de se tornar popular, pois a maioria dos carros em AVs na estrada hoje ainda são veículos de teste.

Já a Toyota, uma das maiores fabricantes do mundo, manteve silêncio de seu carro autônomo, chamado “Chauffer”, que era o nome que o projeto autônomo do Google iria utilizar, alem disso, a Toyota tem um segundo veículo chamado “Guardian” que é muito semelhante ao sistema avançado de assistência ao motorista do piloto automático da Tesla.

A Toyota inaugurou ano passado sua “Woven City”, o local de onde era uma antiga fábrica de automóveis no Japão. A empresa transformou-lá em uma “cidade protótipo do futuro”, onde pode testar veículos autônomos, design inovador de ruas, tecnologia inteligente, robótica e novos produtos de mobilidade em sua população.

LEIA MAIS:

Toyota e Renault se juntam ao grupo de montadoras e suspendem produção no Brasil

Pizzaria Domino’s faz entregas com carros autônomos da Nuro

Confira os últimos acontecimentos no Estado de São Paulo: