Tecnologia desenvolvida é capaz de medir pulso e respiração através da câmera de dispositivos

Os cientistas que estudam esse sistema afirmam ser uma inovação para telemedicina

Por: Adriane Garotti | 07 abril - 18:57

Pesquisas estão sendo cada vez mais realizadas no âmbito da medicina, porém com a chegada da pandemia do Covid-19, algumas consultas passaram a acontecer de forma remota, ou seja, através de telas de computadores e smartphones. Isso se chama telemedicina e está se tornando cada vez mais comum no nosso dia a dia. 

Mesmo que um médico e seu paciente estejam na frente de uma tela, conversando por videoconferência, alguns dos sistemas corriqueiros de uma consulta médica não conseguem ser realizados normalmente. Um deles é a impossibilidade do profissional examinar o paciente e conseguir uma melhor precisão no diagnóstico e tratamento necessário. 

Dois homens conversando em videoconferência

(Foto: Reprodução/Freepik)

No entanto, a tecnologia está ao nosso redor e como sempre está evoluindo conforme a necessidade da sociedade. Com a telemedicina se tornando mais comum e necessária atualmente, pesquisas foram realizadas e um programa que consegue medir o pulso e a respiração das pessoas, através da câmera do smartphone ou computador, foi desenvolvido. 

Um dos principais desafios nisso tudo foi fazer com que o sistema consiga identificar uma região específica da imagem do vídeo que tenha todas essas informações necessárias. Por exemplo, para medição do pulso é necessário que a tecnologia consiga achar a região exata que essa informação possa ser coletada através do vídeo. 

Zin Liu, o principal autor do estudo, explica que também é importante o sistema ser inteligente a ponto de diferenciar individualidades. “Cada pessoa é diferente. Então, esse sistema precisa conseguir se adaptar rapidamente à assinatura fisiológica única de cada um, e a separar de outras variações, como a forma em que se parece no ambiente em que está”, afirmou. 

O sistema na prática

A equipe de Zin Liu, aprofundou a pesquisa através do desenvolvimento da capacidade do sistema identificar pequenas mudanças na imagem do vídeo no qual os pacientes estão aparecendo. Isso foi possível através da observação inteligente de pequenas mudanças, como a mudança da luz que é refletida no rosto da pessoa – isso traz informações sobre o fluxo sanguíneo.

Entretanto, esse recurso passou a apresentar problemas em locais onde a iluminação não estava adequada. Por isso, a equipe conseguiu desenvolver formas de reparação para o programa, que agora consegue captar sinais vitais do paciente através de um conjunto de informações que são captadas na câmera. A tecnologia também passou a focar mais na “área humana” e não nos objetos ao redor.  

Shwetak Patel, que também faz parte do grupo de autores da pesquisa, diz que “é empolgante ver as comunidades acadêmicas trabalhando com novas abordagens algorítmicas para funcionar com os dispositivos que as pessoas têm em casa”, concluiu.

Veja sua frequência cardíaca medida através da câmera 

A tecnologia para saber a frequência cardíaca pode ser testada neste site, que vai apenas pedir para que seja ligada e enquadrada a sua câmera durante 30 segundos. É importante tentar se manter estático, para um melhor resultado da experiência. Após esse processo será possível visualizar seu batimento em um gráfico. 

Fonte: site Canaltech

LEIA MAIS:

Sensor desenvolvido por empresa alemã pode evitar atropelamentos

Organização canadense usa Inteligência Artificial para criar músicas de artistas famosos

Confira os últimos acontecimentos no Estado de São Paulo:


Deixe seu comentário

BOMBOU!

Recomendadas para você