Segway Apex H2 é primeira moto híbrida a hidrogênio do mundo 

Conceito promete um 0 a 100 km/h em apenas quatro segundos e autonomia de 1 km por grama de hidrogênio

Por: Gabriel Figueiredo Monteiro. | 07 abril - 20:38

A Xiaomi vem, aos poucos, galgando seu posto dentro do mercado de mobilidade urbana. Planejando lançar a própria linha de carros elétricos, a empresa de celulares já investe no setor.

A novidade dá vez vem da Segway, fabricante chinesa adquirida pela empresa em 2015, que anunciou a primeira motocicleta híbrida movida a hidrogênio do mundo.

A Apex H2 parece ter saído do universo de Tron, mas a grande novidade não está em seu visual (por mais chamativo que seja).

Motocicleta futurista movida a hidrogênio em fundo preto

Foto: Divulgação/Segway

A moto é equipada com um sistema híbrido composto por um motor a hidrogênio e um elétrico. O conjunto rende até 60 KW (81 cv) de potência e faz a moto bater a métrica dos 100 km/h em apenas quatro segundos.

Segundo a fabricante, a velocidade máxima é limitada aos 150 km/h.

Além dos bons números de desempenho, o projeto se mostra uma ótima opção de locomoção sustentável com autonomia de 1 km por grama de hidrogênio.

Motocicleta futurista movida a hidrogênio em fundo preto

Design tem lanternas integradas na carroceria e rodas que parecem estar flutuando. (Foto: divulgação Segway)

O combustível é armazenado e fornecido ao conjunto mecânico por meio de cilindros que, quando esgotados, podem ser trocados ou reabastecidos.

O conceito de tecnologia sustentável chama a atenção de quem vê, mas ainda há um árduo caminho para viabilizá-lo.

Embora a autonomia seja boa, o reabastecimento dos cilindros demanda uma infraestrutura totalmente nova, o que praticamente impossibilita viagens longas.

Motociclistas, normalmente, carregam pouca bagagem e a ideia de sair por aí com alguns cilindros reservas não parece muito atraente.

No entanto, a Segway ainda terá tempo para pensar em como concretizar seu projeto. Embora já esteja disponível para reservas, as primeiras unidades da Apex H2 devem ser entregues apenas em 2023.

A pré-venda começou em 1º de abril para o mercado chinês e deve se estender até dia 30 deste mês. Cada unidade é vendida por U$10.700 dólares (aproximadamente R$ 60.000 em conversão direta).

Veja também:

Xiaomi vai investir US$ 10 bilhões em seus carros elétricos

Xiaomi: MIJIA Fresh Air Air Conditioner Pro é o novo ar-condicionado da marca

Tecnologia desenvolvida é capaz de medir pulso e respiração através da câmera de dispositivos

Montadoras e startups estão dando segunda vida útil para baterias EV

 

Confira os últimos acontecimentos no Estado de São Paulo:


Deixe seu comentário

BOMBOU!

Recomendadas para você