Netflix quer reduzir emissão de gases poluentes

Empresa publicou um relatório sobre sua governança socioambiental

Por: Gabrielle Gonçalves | 30 março - 21:51

A Netflix anunciou que estabeleceu metas para reduzir a emissão de gases de efeito estufa na atmosfera. A empresa quer zerar as emissões de gases poluentes até 2022, e o que não conseguir eliminar, deve ser compensado com investimento em programas de plantação de árvores e preservação ambiental. Além disso, o serviço de streaming quer diminuir o uso de eletricidade em 45% até 2030.

Imagem: Popular Science

Nesta terça-feira (30), a Netflix divulgou um relatório de sua governança socioambiental. O documento revelou que a empresa gerou cerca de 1,1 milhão de toneladas métricas de CO2 no ano passado. Esse número equivale às emissões anuais de cerca de 240 mil carros de passeio. O total ainda não leva em conta as emissões que vem de estruturas de internet para exibir os programas ou dos dispositivos usados para assistir o conteúdo. Ainda assim, a Netflix poluiu menos em 2020 do que em 2019 – provavelmente por conta da pandemia, que fez com que várias de suas produções fossem paralisadas.

Entre os esforços que devem ser adotados pelo canal de streaming estão substituir os combustíveis fósseis por energia renovável quando possível. O planejamento prevê ainda contratar equipes locais para as filmagens de suas produções – e assim, reduzir a poluição causada por viagens. Ela também quer tornar suas operações mais eficientes para que possa reduzir a quantidade de energia que usa. Uma pequena mudança que a empresa já fez foi a mudança da iluminação incandescente para uma iluminação LED – que consome menos energia e aquece menos.

LEIA MAIS:

Netflix quer incluir novo recurso para evitar compartilhamento de senhas

A gigante do Streaming Netflix, lançará 40 séries de anime este ano

Confira os últimos acontecimentos no Estado de São Paulo:

 

Deixe seu comentário

BOMBOU!

Recomendadas para você