NASA e SpaceX lançam segunda missão em direção à Estação Espacial Internacional

Missão Crew2 será a primeira a utilizar componentes reciclados de outros lançamentos

Por: Gabriel Figueiredo Monteiro. | 23 abril - 16:57

A NASA e a SpaceX lançaram, na manhã desta sexta-feira (23), a segunda missão conjunta em direção à Estação Espacial Internacional (ISS, na sigla em inglês).

A nave Endeavour e o foguete Falcon 9 partiram do Kennedy Space Center, em Cabo Canaveral, no estado da Flórida, às 6h49 do horário de Brasília.

Os astronautas voarão por cerca de 23 horas até a estação espacial, que fica a 400 km da Terra. A missão deve chegar ao seu objetivo às 5h10 da manhã deste sábado (24).

foguete decolando

Foto: divulgação/NASA

Esta é a primeira missão a utilizar componentes reciclados de outros lançamentos. O foguete Falcon 9 foi o mesmo propulsor utilizado na missão Crew-1 e a nave Endeavour, que levará os tripulantes, foi utilizada na missão DEMO-2.

Integram a equipe da Crew-2 o comandante Shane Kimbrough e a piloto Megan McArthur, da NASA, e os especialistas de monitoramento Akihiko Hoshide, da Agência Espacial do Japão e o francês Thomas Pesquet, da Agência Espacial Europeia.

Ao chegarem na Estação Espacial Internacional, devem encontrar mais sete ocupantes, inclusive os integrantes da primeira missão, Crew-1. O local comporta apenas sete passageiros, portanto, os astronautas terão de improvisar algum lugar para dormir até a equipe da Crew-1 retornar para a Terra, no dia 28 de abril.

Astronautas em um simulador

Astronautas da Crew-2 em treinamento (Foto: divulgação/SpaceX)

“Este é outro marco importante para a NASA, SpaceX, nossos parceiros internacionais na ESA e JAXA, e para o futuro da pesquisa científica a bordo da estação espacial. Será um momento emocionante ver nossas tripulações se cumprimentando na estação para a nossa primeira transferência de tripulação no âmbito do Programa de Tripulação Comercial”, disse o administrador da NASA, Steve Jurczyk.

Durante a estadia de seis meses, o principal objetivo da Crew-2, segundo a NASA, será fazer a manutenção da estação e pesquisar o comportamento de chips de tecido, pequenos modelos de órgãos humanos que contém vários tipos de células que se comportam da mesma maneira que no corpo.

A tripulação também instalará novos painéis solares, que aumentarão o fornecimento de energia para a ISS.

foguete decolando

Foto: divulgação/NASA

A ISS receberá uma nova equipe em 23 de outubro. A Crew-3, também fruto da parceria entre NASA e SpaceX, será a terceira missão de um total de seis programadas. As duas tripulações dividirão a estação até a volta da Crew-2, programada para o dia 31 de outubro.

Elon Musk, CEO da SpaceX, revelou: “Estamos entusiasmados por fazer parte do avanço do voo espacial humano e ansiosos para ir além da órbita da Terra para a Lua e Marte e ajudar a tornar a humanidade uma civilização espacial e uma espécie de vários planetas um dia”.

Essa é a segunda equipe lançada pela NASA desde a retomada das missões tripuladas partindo dos EUA. Foram nove anos sem novos lançamentos e pagando a outros países, em especial a Rússia, para enviar seus astronautas.

Veja também:

NASA e SpaceX anunciam terceira missão espacial para outubro

NASA escolhe SpaceX para levar astronautas à Lua

SpaceX, companhia espacial de Elon Musk lança mais 60 satélites Starlink no último mês

Elon Musk diz que até 2030 a SpaceX vai estar em Marte

Confira os últimos acontecimentos no Estado de São Paulo: