Funcionários da Ford em Taubaté fecham acordo de indenização

Fábrica está sendo fechada depois que a montadora anunciou que encerraria a produção de veículos no Brasil

Por: Gabrielle Gonçalves | 07 abril - 19:25

Na última terça-feira (6), funcionários da fábrica da Ford em Taubaté, interior de São Paulo, aprovaram a proposta de indenização feita pela empresa. A montadora anunciou que estaria fechando suas fábricas no Brasil no início de janeiro deste ano.

Foto: Divulgação

De acordo com o Sindicato dos Metalúrgicos, o valor mínimo a ser pago para cada trabalhador é de R$ 130 mil. A Ford tinha cerca de 800 funcionários diretos na fábrica em Taubaté.

A votação foi realizada por meio de cédulas. Dos 630 votos registrados, foram 336 favoráveis (55,33%), 291 contrários (46,21%), dois votos em branco (0,31%) e um nulo (0,15%).

Além do valor pago na indenização, o acordo também prevê verbas rescisórias. Serão dois salários extras por ano trabalhado aos horistas e um salário a mais aos mensalistas. A Ford se compromete a pagar os R$ 130 mil mesmo que a conta seja inferior ao valor.

Para quem tem mais anos de casa, vale a condição que for mais vantajosa. Funcionários horistas que sofreram lesões terão bonificação adicional.

A proposta da Ford tinha sido apresentada aos trabalhadores no dia 1º de abril. Algumas pessoas não tinham aceitado o acordo. Por isso, a votação foi adiada e aconteceu nesta terça.

O anúncio que a Ford encerraria a fabricação no Brasil aconteceu em 11 de janeiro. As fábricas em Taubaté (SP), Camaçari (BA) e Horizonte (CE) serão fechadas. Em Camaçari, a marca tem 4 mil trabalhadores, e as negociações continuam. Em Horizonte, a produção segue até o fim deste ano.

Confira os últimos acontecimentos no Estado de São Paulo:

 

Deixe seu comentário

BOMBOU!

Recomendadas para você