EUA e China tentam evitar colisão entre suas naves em Marte

As duas potências tentam resolver problemas já em outro planeta

Por: Adriane Garotti | 31 março - 20:40

Os Estados Unidos e a China estão enfrentando problemas devido às suas duas naves, que estão no planeta Marte, estarem correndo o risco de colidir. Como as questões entre as duas superpotências já são intensas na Terra, espera-se que a questão espacial seja resolvida da melhor maneira possível. 

Os Emirados Árabes também estão no meio dessa história, já que na época enviou a sua missão Hope ao planeta vermelho. Já os Estados Unidos chegaram em fevereiro com a missão Mars 2020, da Nasa. E, por fim, a China intitulou sua missão de Tianwen-1.

Espaçonave descendo no planeta Marte

(Foto: Reprodução/Nasa)

Nesta quarta-feira (31), a Administração Espacial Nacional da China (CNSA), informou que já teve reuniões com a Nasa para pensar a melhor maneira possível de resolver essa questão. Tudo indica que o resultado vai ser “trocar dados de efemérides para assegurar a segurança de voo das naves em Marte”, concluiu a CNSA.

Já a agência norte-americana informou que solicitou dados da China para que pudesse calcular os riscos de colisão entre as naves. “Para garantir a segurança de nossas respectivas missões, a Nasa está coordenando com os Emirados Árabes Unidos, a Agência Espacial Europeia (ESA), a Organização de Pesquisa Espacial da Índia (ISRO) e a CNSA, todos com espaçonaves em órbita de Marte, para trocar informações e a garantir a segurança”, afirmou em comunicado.

LEIA MAIS:

Elon Musk diz que até 2030 a SpaceX vai estar em Marte

NASA anuncia primeiro voo motorizado para Marte em Abril

Confira os últimos acontecimentos no Estado de São Paulo: