China pretende ter mil satélites em órbita até o final desta década

O desenvolvimento espacial do país só vem crescendo nos últimos anos

Por: Adriane Garotti | 26 abril - 21:02

A China está sendo bem ambiciosa em relação a suas metas relacionadas ao desenvolvimento espacial. Agora o país pretende ter, no mínimo, mil satélites em órbita num período limite que se encerra no final desta década. A nova meta foi revelada pelo chefe do Comando Espacial dos EUA, James Dickinson.

Atualmente, a China possui 400 satélites que seguem orbitando o planeta Terra. Esse número já é alto, mas quando analisamos a evolução do país na pesquisa espacial nos últimos anos, os dados são ainda mais chocantes. Por exemplo, em 2010 eram apenas 70 satélites em órbita – número que cresceu rapidamente. 

Satélite chinês

Satélite chinês. (Foto: Divulgação/CNSA)

Dickinson comentou em seu depoimento no Congresso dos EUA que a China já possui projetos espaciais “robustos e capazes” o suficiente para atingir suas metas. Um bom exemplo, de um produto final de toda essa dedicação do país nesse ramo de pesquisa e desenvolvimento, é o BeiDou, um sistema próprio de navegação – conhecido popularmente como GPS -, que já está funcionando da maneira como foi planejado. 

Os grandes avanços da China são inegáveis, mas o que mais surpreende as pessoas é a rapidez com que tudo vem acontecendo – esse também é o motivo da preocupação de alguns países. Vale lembrar que o desenvolvimento da tecnologia nessa área permite que o país tenha uma grande capacidade de influência em escala global. 

Fonte: Space Daily e site Canaltech

LEIA MAIS:

Espionagem dos Estados Unidos acusa China de estar construindo armas espaciais para destruir satélites americanos e de aliados

Oscar: vitória da diretora Chloé Zhao é censurada das redes sociais na China

Confira os últimos acontecimentos no Estado de São Paulo: