Amazonas constrói usina solar fotovoltaica e pretende ter redução nos gastos de energia

São 2.880 painéis, mas a cooperativa pretende investir em mais regiões

Por: Adriane Garotti | 16 abril - 19:50

No último domingo (11), a Cooperativa de Energia Renovável do Amazonas (CooperSol) anunciou a sua nova usina solar fotovoltaica que possui 2.880 painéis solares. Esse foi um imenso – considerado o maior – investimento em produção de energia limpa na região, além de conseguir abastecer 86 cooperados. 

A usina solar está localizada no quilômetro 23 da rodovia AM-010, porém a cooperativa não pretende parar seus investimentos por aí. Através do grande sucesso e bons resultados em redução de gastos, espera-se que sejam construídas mais duas usinas até setembro de 2021.

Painéis solares na grama

(Foto: Reprodução/Pixabay)

Caso esse plano saia do papel e se torne realidade, uma será localizada na BR 174 no quilômetro 14 e, por fim, a terceira até agora, estará ao lado da primeira, na rodovia AM-010. Quando paramos para fazer as contas da quantidade de painéis que serão disponibilizados através desse projeto, esse número chega a 7.536 painéis solares.

Redução no gasto de energia

Os painéis de energia solar fotovoltaica, que são aquelas placas tecnológicas que conseguem transformar a luz do sol em energia elétrica, representam uma forma sustentável de consumir algo tão utilizado pela população e seus eletrônicos que dependem da energia elétrica para funcionarem.

Com as construções de usinas como essa do Amazonas, a tendência é que a redução no gasto seja algo notável pelos consumidores. Além de tudo, essa é uma maneira de utilizar energia de forma sustentável, já que essa no qual provém da luz solar, através da tecnologia fotovoltaica, é considerada uma energia limpa.

Fonte: site TecMundo

LEIA MAIS:

Energia solar pode se tornar mais barata ao redor do mundo

Fone de ouvido com recarga solar garante bateria infinita

Confira os últimos acontecimentos no Estado de São Paulo: