Após críticas, Apple e Google suspendem escuta de conversas gravadas por assistentes de voz

Funcionários das empresas ouviam áudios captados pela Siri e Google Assistente

Por: João Paulo Soares | 03 agosto - 14:36

EApós a revelação de que funcionários da Apple e Google escutavam conversas dos usuários gravadas por assistentes de voz, Siri e Google Assistente, respectivamente, as empresas anunciaram que vão suspender a prática.

Em relação ao Google, alguns funcionários tinham autorizações para ouvir e transcrever gravações de usuários, com o objetivo de ajudar o assistente de voz a ser mais preciso no reconhecimento de comandos.

Já no caso da Apple, funcionários terceirizados eram contratados para escutar uma parte das gravações relacionadas à Siri. Segundo a empresa, a prática pretendia identificar ativações acidentais da assistente ou respostas imprecisas.

Foto: Reprodução/Internet

Fim da maçã como conhecemos? Conheça o suposto novo logo da Apple

Após as críticas, o Google resolveu suspender as gravações na União Europeia. Em entrevista à CNBC, a empresa disse que tomou a decisão logo após a denúncia de áudios vazados vir à público e afirmou que está cuidando do assunto com as autoridades.

Já a Apple garantiu o compromisso em melhorar a experiência com a Siri. “Estamos comprometidos em fornecer uma ótima experiência Siri, protegendo a privacidade do usuário. Enquanto realizamos uma revisão completa, vamos suspender a avaliação da Siri globalmente. Além disso, como parte de uma futura atualização do software, os usuários poderão optar em participar da avaliação”, disse a Apple em um comunicado.