Jack Cator: A prova concreta de que violar as regras pode dar certo

Por: Redação Metropolitana | 19 maio - 14:10

Você com certeza não conhece por aí muitas pessoas que viraram multimilionárias depois de desrespeitar as regras da escola, pelo contrário, a maioria dessas pessoas passaram mais tempo estudando do que deveriam. Mas o britânico Jack Cator fugiu à regra e conseguiu essa proeza, deixando bem claro porque não devemos tirar a internet de um aluno prodígio de 16 anos.

Em 2005, Cator que era estudante em Norfolk, no leste da Inglaterra, ficou bem incomodado com o fato de a instituição ter bloqueado o acesso à internet e decidiu usar todo o seu conhecimento de programador para invadir o sistema. Como ele fez isso? Roteou um site que simula a impressão digital de um computador por meio de um servidor remoto e tcharam! Rede privada virtual liberada.  

Mas, a qualidade dos provedores da rede não era lá das melhores, além de serem cheias de propagandas… O que Cator fez? Decidiu criar sua própria rede e acabar de vez com os problemas. Como se isso fosse a coisa mais fácil do mundo de se fazer né. E olha que ele nem precisou de muito tempo, bastou uma tarde sentadinho no sofá de sua casa para colocar de pé o site “Hide My Ass” (“HMA” ou “Esconda o Meu Traseiro”).

Dez anos depois…

Não faz muito tempo que Cator vendeu seu negócio, do qual ele era chefe e único dono. A “HMA”, que acabou virando uma das maiores de rede privada do mundo, foi vendida por algo equivalente a R$ 190 milhões para a gigante de software AVG.

A empresa hoje conta com 2 milhões de clientes, um faturamento anual R$ 52 milhões e um lucro que ultrapassa os R$9,5 milhões. E o vendedor? Bom, Cator se tornou, além de multimilionário, chefe-executivo da “Hide My Ass”.

E o que o negócio tem de tão promissor? Além de permitir que as pessoas acessem sites bloqueados, ele ainda protege contra os hackers e também pode ser usado para apagar seus rastros na web. Quer mais eficiência que isso?

Mas não vai pensando que é só desrespeitar a regra da escola e pronto, virou multimilionário. Além de contar com uma ótima oportunidade, o garoto tinha talento para o negócio. #ficaadica