3 tipos de aplicativos que você deve evitar baixar em seu aparelho

Nem toda ferramenta cumpre o que promete

Por: João Paulo Soares | 16 outubro - 1:45 PM | comentários

Existem aplicativos que preocupam usuários e não são recomendados por empresas. Segundo o jornal britânico BBC News, há pelo menos 3 tipos de ferramentas que devem ser evitadas no celular, pois podem ser fonte de vírus, ocupam muito espaço e estão recheados de publicidades.

Foto: Reprodução

Somente neste ano, o Google removeu mais de 700 mil aplicativos de sua loja online, pois era considerados “maliciosos”. Este número é 70% maior do que o registrado em 2016.

Confira abaixo a lista:

1. Apps que prometem economizar bateria

“Os aplicativos para poupar bateria são, em sua maioria, mentirosos. Esses apps não oferecem uma solução para um dos problemas mais odiados em todo o mundo. Prometem milagres”, escreveu Eric Ferrari-Herrmann, jornalista especializado em tecnologia.

De acordo com o especialista, a melhor maneira de economizar a bateria é gerenciar o próprio consumo e eliminar outras aplicações que usam muitos dados. Colocar o aparelho em modo noturno, reduzir o brilho da tela, desativar o wi-fi ou ou bluethooth, também pode ajudar.

Apple erra e iPhone antecipa o relógio para o horário de verão

2. Apps que limpam o telefone

Segundo o especialista José Garcia-Nieto, esse tipo de aplicativo “desacelera o telefone, substitui a tela de bloqueio e nos leva a baixar mais aplicativos do desenvolvedor”, disse. “Não funciona para absolutamente nada”, acrescenta.

É recomendável que o usuário elimine os dados cache, acessando por meio do item armazenamento as configurações do aparelho. O especialista ainda sugere não confiar em apps que prometem limpar a memória RAM.

Foto: Reprodução

3. Apps que esfriam o celular

O superaquecimento do aparelho pode ocorrer por exposição ao sol, vírus, problemas com a bateria ou pelo uso por grandes períodos. No entanto, especialista recomendam não usar essas ferramentas para “refrescar” o celular.

De acordo com eles, esse tipo de aplicativo sobrecarrega ainda mais o telefone e o melhor jeito é deixá-lo desligado por um tempo.

Outras recomendações da BBC News:

  • Baixar apps nas lojas oficiais da Apple e da Google
  • Evitar arquivos com extensão “.apk”
  • Não baixar apps que prometem soluções milagrosas
  • Atualizar as configurações do aparelho com frequência
  • Não confiar apenas no antivírus

Deixe seu comentário