Roberto Justus investiu R$ 200 mil para tomar vacina nos Estados Unidos

Nas últimas semanas o casal passou 14 dias no México para poder entrar nos Estados Unidos e se imunizarem contra o covid-19

Por: Samuel Isidoro Silva | 16 maio - 17:59

Roberto Justus, de 66 anos, explicou sua decisão de se vacinar contra a Covid-19 nos Estados Unidos, onde tomou a vacina da Janssen, em dose única, durante viagem com a família. Na ocasião, ele também comemorou cinco anos de casamento com Ana Paula Siebert.  “Quanto mais brasileiros tomarem vacina nos EUA, melhor”, disse o empresário à colunista Mônica Bergamo, do jornal Folha de S. Paulo.

Ele foi vacinado junto com Ana Paula, a filha Fabiana Justus e o genro Bruno Levi D’Ancona, além da babá das crianças. “Agora que abriu (a vacinação nos EUA para turistas), os brasileiros que puderem tomar, tomem. Porque é mais vacina sobrando para o povo aqui (do Brasil). Quanto mais vacina os brasileiros tomarem nos EUA, melhor para o nosso país”, afirmou Justus na entrevista.

Nas últimas semanas o casal passou 14 dias no México para poder entrar nos Estados Unidos e se imunizarem contra o covid-19. O investimento foi de aproximadamente R$ 200 mil. A prática está em alta entre os ricos do Brasil há cerca de um mês.

Os EUA já vacinam todos com mais de 16 anos, mas brasileiros ou pessoas que passaram pelo Brasil não podem entrar direto nos Estados Unidos e precisam fazer uma ‘quarentena’ em outro território.

No caso de Ana Paula e Roberto Justus, o casal passou 14 dias em um resort de luxo na Riviera Maya, no México. Eles escolheram o Banyan Tree Mexico – Mayakoba e se hospedaram em uma suíte de frente para o mar com piscina exclusiva. Com diárias de quase US$ 2 mil, eles pagaram cerca de US$ 27,500 mil ou R$ 144.091 na conversão do Banco Central.

Para o antropólogo Michel Alcoforado, a ida ao exterior por pessoas que têm mais dinheiro é a nova compra da bolsa de marca Louis Vuitton.“É um reflexo claro de uma sociedade marcada por uma distinção desigual de privilégios”, afirma.

O especialista ressalta que, embora as pessoas estejam viajando para receber a imunização, essa “brecha” estabelece ainda mais uma nova elite. “Agora, nem os ricos tradicionais podem ir”.

Embora seja algo que perpetua ainda mais a desigualdade e aumenta a falta de esperança em alguns brasileiros por aqui, Michel ressalta que não há nada de novo nisso.

Para chegar ao México, voos saindo de Guarulhos na classe executiva não saem por menos de R$ 22.254 para dois adultos e uma criança. Do México para Miami (EUA) as passagens custam cerca de R$ 5.600. Eles viajaram para o segundo país sem a filha, Vicky, porque ela não tinha visto americano. A pequena voltou para o Brasil com a irmã de Ana Paula.

Na cidade eles ficaram hospedados no luxuoso edifício One Thousand Museum. O condomínio conta com vista para a Baía de Biscayne, spa de luxo, piscina aquecida e externa, academia de alto padrão, sauna a vapor e seca, salão de beleza, terraço, área de eventos na cobertura e heliporto. A diária pode custar até R$ 21 mil.

Durante os dias que o casal passou nos Estados Unidos eles se vacinaram com o imunizante da Jansen. “Justus decidiu se vacinar — junto com a mulher, a filha, o genro e a babá das crianças. O publicitário tomou a Janssen”, contou Mônica Bergamo na ‘Folha’.

No início da pandemia, Roberto Justus foi contra o isolamento social e as medidas de prevenção contra o avanço da doença: “Nós não podemos parar por 5 ou 7 mil pessoas que vão morrer. Não pode simplesmente o infectologista decidir se tem que todo mundo parar independente das consequências”, disse. O Brasil já acumula mais de 425 mil mortos pela covid-19.

As informações são do Pragmatismo Político.

LEIA MAIS NOTÍCIAS:

Em primeira live, Juliette Freire revela a verdade sobre contrato com a Globo e carreira musical

Ex-BBB Sarah Andrade estreia no SBT e agita a web: “Tá arrasando!”

Confira tudo que rolou no mundo dos famosos:


Inscreva-se no BOMBOU!

Deixe seu comentário

BOMBOU!

Recomendadas para você