Metropolitana FM

Polícia pede prisão de MC Poze do Rodo e outras 14 pessoas por realizarem bailes funks

Nesta terça feira (2), o MC Poze do Rodo foi apontado pelas delegacias de ‘Repressão aos Crimes de Informática’ e de ‘Combate às Drogas’ da Polícia Civil, que pediram sua prisão, junto a outras 14 pessoas que foram acusadas de organizar bailes funks no carnaval do Rio de Janeiro.

Além do funkeiro, o DJ Markinho do Jaca e o MC Negão da BL, também foram requisitados pelas autoridades. Em seu Instagram Stories, ele lamentou o ocorrido: “Por que tudo isso comigo? Porque tenho minha família que só mora comigo, dependem de mim pro pão de cada dia em casa. Eu mereço ser feliz, sou bom, quem me conhece sabe. Parem com isso, por favor, eu só quero ser um pouco feliz”, escreveu.

Foto: Reprodução/Instagram

De acordo com a polícia, os músicos estão sendo acusados de crimes de infração de medida sanitária preventiva [em decorrência do Covid-19], epidemia e associação ao tráfico de drogas. As autoridades disseram que os eventos acontecem com o aval de criminosos que dominam esses locais.

Em seu Instagram Stories, MC Negão da BL também pareceu se posicionar sobre o ocorrido, indiretamente. Ao lado de sua mãe, que aparece com frequência em seus vídeos na internet, ele escreveu: “Nos momentos bons ou ruins, ela sempre está comigo. Meu tesouro maior”. Confira:
Foto: Reprodução/Instagram

Recentemente, MC Poze do Rodo foi envolvido em um polêmica após ser acusado pelo jovem Felipe Durkheim de fazer um comentário homofóbico durante uma festa. Leia mais!

LEIA TAMBÉM:

Anitta curte férias românticas com Lipe Ribeiro antes de deixar o Brasil, diz site

Rosé, do BLACKPINK, anuncia lançamento de seu projeto solo e agita web

Confira tudo que rolou no mundo dos famosos:


Inscreva-se no BOMBOU!

DEIXE SEU COMENTÁRIO:

BOMBOU!

Você também vai gostar: