MC Gui é investigado por envolvimento em esquema criminoso de sites de leilões falsos

Polícia cumpriu mandado de busca na produtora do funkeiro e encontrou cocaína dentro do imóvel. A família do músico também é investigada por participação no esquema

Por: João Paulo Soares | 08 novembro - 1:07 PM | comentários

Guilherme Kaue Castanheira Alves, mais conhecido como MC Gui, e familiares do músico estão sendo investigados pela 3ª Delegacia da Polinter de São Paulo, por crimes de lavagem de dinheiro, falsidade ideológica e agressão. Segundo o portal R7, o funkeiro e outras 18 pessoas são suspeitas de participarem de um esquema ilegal de leilões falsos de carros.

As autoridades foram à RW Produtora, cujo o dono é Rogério Alves, pai de MC Gui, e cumpriram mandado de busca e apreensão de diversos documentos da empresa. No local, os policiais encontraram pinos de cocaína e um automóvel de luxo avaliado em R$ 800 mil.

Foto: Reprodução/Instagram

MC Gui revela que quebrou a privada ao fazer sexo pela primeira vez aos 14 anos

“É um crime complexo que envolve agressão, lavagem de dinheiro, falsidade ideológica”, disse Osvaldo Nico, da DECADE, em entrevista ao programa Brasil Urgente.

“É evidente a ligação dos familiares dele com a produtora e com este site de leilão. Um leilão falso, no qual a pessoa compra, deposita o dinheiro [que cai na conta de um funcionário da produtora] e depois o site sai fora do ar, lesando um monte de gente”, explicou o delegado.

Foto: Reprodução/Instagram

Dentro do esquema, as autoridades identificaram pelo menos 70 vítimas. A organização montava os sites e, quando o golpe era concluído, eles desmanchavam e criavam outros similares. A policia acredita que o grupo tenha feito vítimas em diferentes Estados do país.

Até o fechamento desta matéria, MC Gui, que está de férias nos Estados Unidos, ainda não se manifestou sobre as investigações.

Deixe seu comentário