Mariah Carey é processada pela própria irmã após acusações de abuso em livro

Revelações foram feitas na autobiografia da artista 'The Meaning of Mariah', lançado em 2020

Por: David Mesquita | 03 fevereiro - 15:42

A irmã da Mariah Carey, Alison Carey, está processando a artista em pelo menos US$ 1,25 milhão (cerca de R$ 6,7 milhões).

Segundo declarações de Alison, ela diz que sofreu de angústia emocional com as alegações da cantora sobre ela em seu livro ‘The Meaning of Mariah’, lançado em 2020.

Alison afirma em documentos obtidos pelo TMZ, que Mariah não apresentou nenhuma evidência que comprove as acusações de abuso em seu livro.

De acordo com o processo, a autobiografia de Mariah alega que Alison “deu Valium a ela, tentou vendê-la a um cafetão e jogou uma xícara de chá fervente nela, causando queimaduras de terceiro grau” quando a artista tinha 12 anos.

Alison contesta essas acusações e afirma que Mariah não tem qualquer evidência disso. A irmã de Mariah já revelou anteriormente que sofreu abuso quando criança nas mãos de sua mãe, que supostamente a sujeitou a rituais satânicos e atividade sexual quando jovem.

A irmã da cantora também diz que sofreu uma lesão cerebral traumática durante uma invasão na sua casa em 2015 e diz que Mariah ignorou suas vulnerabilidades e “usou seu status como uma figura pública para atacar sua irmã sem um tostão” para promover seu livro.

MAIS DE MARIAH CAREY:

Mariah Carey conta que não tinha ‘relações físicas’ com ex-noivo

Mariah Carey relembra rixa com Jennifer Lopez e fala: “Eu sou real!”

Confira tudo que rolou no mundo dos famosos:

 

 

Deixe seu comentário

BOMBOU!

Recomendadas para você