Mais uma vez, Sônia Abrão detona Gaby Amarantos e dispara: “Foi uma coisa oportunista”

A apresentadora voltou a defender Silvio Santos

Por: João Paulo Soares | 14 junho - 10:54 AM | comentários

A apresentadora do ‘A Tarde é Sua’, Sônia Abrão, participou do ‘Superpop’ da última quarta-feira (13) e voltou a criticar a cantora Gaby Amarantos.

Sônia voltou a defender Silvio Santos, como já tinha feito no inicio deste mês. “O Silvio já recebeu tudo que é rótulo pesado que não se justifica. Foi uma coisa oportunista, agressiva, de se aproveitar do fato”, disse.

Após polêmica com Silvio Santos, Gaby Amarantos é alvo de racismo na web

A apresentadora ainda chamou de “indignação seletiva” os comentários de Gaby Amarantos contra o dono do SBT. “Ela foi no ‘Encontro’ [programa da TV Globo] e não falou sobre indignação, com medo de não ter música em abertura de novela. Puro oportunismo. Se botar a opinião dela na vitrine, vale menos que R$ 1,99”, brincou, fazendo referência a música da cantora.

Sônia Abrão também não perdoou a performance de Tiago Abravanel, em homenagem a Gaby, no ‘Show dos Famosos’ do dia 10 de junho. “Tinha cara de deboche. Se foi homenagem, que coisa deprimente. Fazer homenagem pra quem tenta manchar a reputação do seu avô?”, comentou.

Entenda o caso

No inicio deste mês, após Silvio Santos ser detonado nas redes sociais falar sobre o peso de Preta Gil, Gaby Amarantos usou o seu Twitter para divulgar um vídeo com uma copilação de falas do apresentador que estão gerando discussão.

“Sério que vocês acham o Silvio Santos um ídolo? O cara fez a gente crescer vendo-o ridicularizar negros, mulheres, gays, plus e ganhar mídia com isso. Vocês estão mal de ícone, viu, não dá mais pra normalizar isso!”, escreveu a cantora.

Pabllo Vittar se pronuncia sobre comentário polêmico de Silvio Santos: “Não me ofende”

“Racismo não é opinião, gordofobia não é opinião, homofobia não é opinião, machismo não é opinião. Comunicadores, humoristas e todo e qualquer ser humano não podem usar desse artifício pra destilar preconceito! Aprendam!”, continuou.

“Sim, eu corria com um prato de macarrão para assistir o Silvio Santos. Só que os tempos mudaram, nos anos 80 era ‘normal’ fazer essas piadas. Os Trapalhões também faziam, Casseta e Planeta e outros. Mas hoje em dia não dá para achar legal, vamos evoluir!”, finalizou

Deixe seu comentário

Mais lidas

Recomendadas para você