Leo Dias revela único defeito do livro sobre Anitta: “A questão da virgindade dela não descobri”

O jornalista também falou sobre a polêmica entre a funkeira e Pabllo Vittar

Por: Redação Metropolitana | 01 abril - 19:45

Nesta segunda-feira (1), Leo Dias foi o convidado especial do Chupim, para falar sobre seu livro “Furacão Anitta”, uma biografia da funkeira que, segundo ele, não foi tão não autorizada assim. Além disso, o jornalista falou sobre a polêmica entre a funkeira e Pabllo Vittar.

Sobre o livro, Leo contou: “Ela autorizou eu falar, o termo é você lê e diz o que sim e o que não, não autorizado é o que não tem a chancela final. Ela permitiu eu entrevistar as pessoas, como inimigos, ex-namorados…”.

O colunista disse conheceu Anitta quando ele era repórter do TV Fama, na gravação do clipe “Menina Má”, em 2012, e desde então vem acompanhando ela. Até por isso Leo disse que a escolheu para ser tema do seu livro. Dizendo que a admira muito, ele explicou: “Ela chegou, em tão pouco tempo, a lugares onde uma cantora brasileira jamais chegou, uma cantora brasileira jamais lançou um álbum trilíngue… E nenhum jornalista sabe da Anitta como eu, eu conheço todo mundo [da vida dela], então acho que tenho gabarito pra isso”.

O jornalista disse que o único defeito do livro é não ter descoberto como Anitta perdeu a virgindade: “Eu admito que houve uma falha no livro, que ela não quis responder, que é a questão da virgindade dela. Ela não quis me responder e eu não sei como ela perdeu.”

Foto: Felipe Medeiros

Leo Dias também falou sobre a importância da apuração para não acabar divulgando notícias falsas: “[…] Quando eu erro, faço uma errata. Eu apurei, chequei e rechequei, então se eu falei é porque eu acredito que é verdade mesmo. Nunca falei uma mentira sabendo que é mentira. Hoje em dia eu prefiro não dar uma nota do que falar o que não tenho certeza.”

Ainda rolaram algumas notícias falsas envolvendo o jornalista e, em sua grande maioria, com jogadores de futebol. “Acontecia muito [de criarem notícias falsas] de torcida de futebol, porque não dou historia de jogador, só quando o jogador passa status para celebridade, mas aí começaram a rolar tweets para desestabilizar os jogadores e botavam “segundo Leo Dias””, disse.  “Eu tinha que falar que nem conhecia os caras. O Muralha me procurou pra desfazer um boato, mas eu liguei pra redação pra saber quem era o Muralha. Até o jogador de futebol sabe valorizar a fofoca”, concluiu.

Ele ainda deixou claro que Anitta não se irrita com as fofocas porque, assim como jogadores, ela sabe o valor de estar na mídia: “Ela [Anitta] sabe que essa fofoca também tem valor pra ela. [Quanto mais fofocas] ela vende mais produtos, a marca Anitta fica mais forte. Está na boca do povo. Eu nunca faria um livro sobre alguém que eu não admirasse.”