Kelly Clarkson pode ter que pagar uma pensão mensal de até R$ 2,3 milhões ao ex-marido

Brandon Blackstock estaria qualificado para receber o valor porque a ex tem uma renda maior que a dele

Por: David Mesquita | 01 dezembro - 15:20

A cantora Kelly Clarkson pode ter que pagar R$ 2,3 milhões por mês de pensão ao seu ex-marido, Brandon Blackstock, mesmo após conseguir a guarda dos filhos.

Brandon estaria qualificado para receber a pensão porque a ex tem uma renda maior que a dele. Inicialmente, a cantora deveria pagar US$ 135.000 (cerca de R$ 720 mil), porém ele solicitou o aumento do valor para que Kelly pague mais US$ 300.000 (aproximadamente R$ 1,6 milhão) por mês, além do estipulado no acordo inicial, sendo o total de US$ 435.000 (R$ 2,3 milhões).

De acordo com uma advogada da Califórnia, ela revelou ao portal Hollywood Life que o ex-marido da cantora tem direito, pela lei do estado norte-americano, a solicitar a pensão: “Dependendo do salário de Kelly (que deve ser na casa dos milhões), o pedido parece certo. Você pode conseguir a pensão alimentícia mesmo se não tiver a [guarda da] maioria dos filhos, se a renda do outro lado for muito, muito maior”.

Na Califórnia, o ex-cônjuge de maior renda deve pagar uma pensão ao ex pela metade do tempo do casamento. Sendo assim, Kelly, que foi casada por sete anos, deve pagar três anos e meio de pensão.

Já a pensão alimentícia, um valor a parte, deve ser pago até os filhos do casal completarem 18 anos. Kelly e Brandon são pais de River Rose, de 6 anos, e Remy, de 4 anos. O casal se casou em 2013 e a artista anunciou o divórcio em junho deste ano.

LEIA TAMBÉM:

Rihanna está namorando o rapper A$AP Rocky, diz revista americana

“Rain On Me” de Lady Gaga com Ariana Grande é eleita como a melhor música de 2020

Confira tudo que rolou no mundo dos famosos:

 

Deixe seu comentário

BOMBOU!

Recomendadas para você