Justiça determina bloqueio de R$ 2,8 milhões de Anitta em processo da ex-empresária

A defesa da cantora afirmou que a imparcialidade da juíza está sendo investigada e que ela "não poderia ter decidido tal questão no momento"

Por: Redação Metropolitana | 05 junho - 9:36 AM | comentários

Na última segunda-feira (4), foi decretado o bloqueio de R$ 2,8 milhões de Anitta, pela Justiça do Rio de Janeiro. A funkeira está sendo processada por sua ex-empresária, Kamilla Fialho. Ela acusa a cantora de danos morais e afirma que não recebeu a multa referente a sua saída da equipe, em 2014.

A decisão veio da 6ª Vara Cível do Fórum Regional da Barra da Tijuca, pela juíza Flávia de Almeida Viveiros de Castro. Em até 48h, o Banco Central vai verificar se Anitta tem condições de depositar o dinheiro em uma conta judicial.

Porém, em nota oficial ao G1, a defesa da cantora afirmou que a juíza não poderia ter julgado o caso. “Enquanto a imparcialidade da juíza é analisada pelos desembargadores, deveria a Dra. Flávia de Almeida Viveiros de Castro se abster de atuar no processo, que encontra-se suspenso até que o tribunal decida a suspeição. Logo, a juíza não poderia ter decidido tal questão no momento”.

Anitta manda indireta em vídeo: “Ele é muito bem casado! Dá em cima de solteiro”

Deixe seu comentário