Juju Salimeni é criticada por foto sexy na Páscoa: “Procura outra data para mostrar os peitos”

A influencer resolveu rebater os comentários e gerou polêmica

Por: Alefy Soares | 22 abril - 18:26

Na tarde do último domingo (21), Juju Salimeni se envolveu em uma polêmica em seu Instagram. A musa fitness divulgou uma foto vestida de coelhinha sexy para comemorar a Páscoa, mas parece que os fãs não gostaram nada do que viram. Segundo eles, publicar uma foto sensual nesta data é um desrespeito.

“Definitivamente a Páscoa perdeu o sentido!”, escreveu uma internauta. “É uma pena que você não entendeu o verdadeiro sentido da Páscoa, onde Jesus morreu por nós. Procura outra data para mostrar seus peitos. Talvez essa não seja a melhor”, criticou outra.

Juju Salimeni mostra a reforma de sua nova casa: “Praticamente finalizado”

Foto: Reprodução/Instagram

Em seguida, Juju Salimeni resolveu rebater os seguidores: “Que eu saiba, o coelho é um grande símbolo da Páscoa! Usar orelhas de coelho faz todo sentido, na minha opinião, e nem por isso a Páscoa deixa de ser essa data religiosa tão importante!”, argumentou. “Uma coisa não exclui a outra!! Vá comer chocolate, rezar e ser feliz”, concluiu.

Juju Salimeni revela que odeia usar lingerie

Sempre interagindo com os fãs pelo Instagram Stories, Juju Salimeni revelou mais sobre as suas intimidades. Segundo a modelo, ela não gosta de usar calcinha e muito menos sutiã.

“Eu odeio lingerie. Odeio sutiã e odeio calcinha. Por mim não usava”, disse. “Em hipótese alguma uso sutiã. Não usava nem antes de ter silicone”, disse. “Quando coloquei pela primeira vez, já faz uns dez anos, nem usava antes. Não precisa. As roupas ficam maravilhosas. Nem tenho sutiã na gaveta”, completou.

Foto: Reprodução/Instagram

Recentemente, Juju Salimeni foi condenada a pagar R$ 20 mil de danos morais após cancelar, de última hora, sua participação em um evento com empresários, em Mato Grosso. A modelo havia confirmado presença no evento chamado “Feijofashion”, mas não compareceu a festividade.

No processo, os organizadores afirmam que só foram avisados de que a artista não iria no dia do evento e, por isso, não houve tempo para substituir a atração.

Foto: Reprodução/Instagram

“Os autores amargaram o dano moral, devendo, portanto, os requeridos arcarem com a responsabilidade de recompor o prejuízo experimentado”, diz trecho do relatório.

Juju Salimeni e a agência de entretenimento já tinham sido condenadas em primeira instância a pagar R$ 50 mil, mas recorreram da decisão. Desde então, o valor foi reduzido para R$ 20 mil.

Deixe seu comentário