‘Gazeta do Povo’ mantém Rodrigo Constantino após fala sobre estupro e gera revolta

O jornalista foi desligado de diversos veículos de comunicação, com exceção deste jornal

Por: Laís Mylla | 06 novembro - 14:34

Depois de ser desligado da rádio ‘Jovem Pan’, da ‘Record’, da ‘Rádio Guaíba’ e do ‘Correio do Povo’ por polemizar ao dar uma declaração sobre violência sexual, o jornalista Rodrigo Constantino foi mantido no jornal ‘Gazeta do Povo’ e gerou revolta nas redes sociais.

Em um comunicado, o veículo disse que o jornalista teria se explicado melhor: “Rodrigo Constantino explica de forma mais clara e objetiva o que quis e o que não quis dizer. Isso não nos impede de considerar que suas manifestações iniciais foram inoportunas e infelizes, intempestivas e formuladas com imprecisão, dando margem a dúvidas que precisaram ser esclarecidas. É compreensível, portanto, parte do desconforto e constrangimento que despertou em muitas pessoas”.

Ver essa foto no Instagram

Uma publicação compartilhada por Rodrigo Constantino (@rodrigoconstantino1976) em

O jornal ainda neutralizou as intenções da fala de Constantino: “Adiante, explicou que a reflexão que desejava provocar estaria centrada apenas em se separar casos de estupro daqueles em que houvesse consentimento. Por fim e muito importante, admitiu que talvez não tenha explicado da forma mais adequada a sua visão sobre o conceito de feministas e, admitindo que possa ter magoado muitas mulheres, pediu desculpas pelas fortes palavras utilizadas”. Confira:

A decisão revoltou os internautas, que cobraram outro posicionamento do veículo. Confira a repercussão:

LEIA TAMBÉM:

Gabriela Prioli é criticada por comentário a caso Mari Ferrer: “Crítica mal direcionada”

Rafa Kalimann surge nua em protesto por caso Mari Ferrer: “Temos o direito de respeito”

Confira tudo que rolou no mundo dos famosos:

 

Deixe seu comentário

BOMBOU!

Recomendadas para você