Florinda Meza, a Dona Florinda, desabafa sobre os 4 anos da morte de “Chaves”

A mexicana homenageou Roberto Bolaños em seu aniversário de morte

Por: Alefy Soares | 29 novembro - 5:47 PM | comentários

No dia 28 de novembro de 2014, aos 85 anos, um dos maiores comediantes do México, Roberto Bolaños, criador e ator que deu vida à personagens como o Chaves e Chapolin, falecia. Sua esposa, Florinda Meza, havia evitado se pronunciar nos últimos anos, mas em seu aniversário de morte, a atriz emocionou os fãs.

Em seu canal do YouTube, Florinda agradeceu o carinho dos fãs nos últimos anos e comentou sobre os personagens imortais de Roberto: “Muito obrigada por terem me ajudado muitíssimo. Estou recuperada, ou quase, mas por que vocês me ajudaram muito. Agradeço todas as coisas lindas que me dizem”, disse.

Só um fã enlouquecido vai acertar dez perguntas sobre “Chaves”

Foto: Reprodução/Instagram

“Em seu aniversário de morte, todos recordarão que Roberto se foi, mas nada mais se foi um pouquinho, porque ele segue em nossos corações, porque continuamos vendo-o na televisão, porque seu trabalho foi tão grande que é impossível que se vá totalmente”, concluiu.

Florinda Meza e Roberto Bolaños permaneceram juntos por 37 anos e atualmente a atriz faz participações em alguns programas do México para contar bastidores do seriado, mas optou por não atuar mais.

Atriz de ‘Chaves’ revela que não queria participar do seriado: “Bolaños me convenceu”

Ana de la Macorra, a Paty do seriado Chaves, veio visitar o Brasil e relembrou alguns fatos curiosos de sua participação no famoso seriado mexicano, exibido no Brasil desde a década de 1980.

Globo muda voz do Chaves e vira piada na internet

Em entrevista ao programa The Noite, do SBT, ela revelou que sua entrada no elenco foi totalmente por acaso. “Eu trabalhava na equipe de produção do Chaves e um dia Roberto Bolaños escreveu três capítulos em que chegavam personagens novos. Estava na produção fazendo várias entrevistas e todas as atrizes que chegavam para interpretar a Paty eram lindas, mas não tinham cara de menininha. Roberto Bolaños falou: ‘Por que não faz você?’. Eu disse não, mas ele falou várias coisas e acabou me convencendo. Disse que seriam só três capítulos e que no futuro meus filhos me veriam na televisão”, disse ela.

Foto: Montagem

Ana trabalha como psicóloga há 28 anos. Ela conta que seus pacientes ainda a reconhecem e brincam: “A Paty vai ser minha psicóloga?”.

Segundo Ana de la Macorra, suas participações foram em cerca de 20 capítulos. “O grupo que Bolaños formou era de pessoas muito boas. Talentosíssimos. Porque é fácil fazer chorar, mas rir dá mais trabalho. Don Ramon [Seu Madruga] era meu personagem favorito. Boa pessoa, simpático, amável”, relembrou. Leia mais.

Deixe seu comentário

Mais lidas

Recomendadas para você