Famosas celebram e protestam no dia Dia Internacional da Mulher

Emma Watson, Marília Mendonça, Maísa Silva e a jogadora Marta foram algumas das celebridades que se pronunciaram

Por: Marielle Rojas | 08 março - 3:12 PM | comentários

Nesta sexta-feira (8), Dia Internacional da Mulher, muitas famosas aproveitaram para comemorar a data das redes sociais e também protestar sobre assuntos como assédio sexual e pedir igualdade.

“Não importa se você está marchando, dançando, erguendo-se, resistindo, protestando, lutando, unindo ou celebrando, desejando a todos um maravilhoso dia Internacional das Mulheres”, começou Emma Watson.

“Dia da Mulher é COMPROMETIMENTO. Eu, você, todas juntas, todos juntos, precisamos nos comprometer a mudar a realidade, as estatísticas todo dia. Mulher é luta, é resistência, é força. Sejamos além de tudo união. Hoje, amanhã e todos os outros dias do ano. Porque precisamos parar de morrer, precisamos receber salários compatíveis com nossa função e não com nosso sexo, precisamos não ter medo de andar sozinhas, precisamos ser ouvidas sem interrupções, precisamos de IGUALDADE! Isso só conseguiremos juntos. Um ótimo dia pra lembrar de todos os outros”, escreveu Paolla Oliveira.

Já Alice Wegman usou a foto de Marielle Franco, a vereadora assassinada há pouco menos de um ano no Rio de Janeiro. “8 de março é o dia internacional da luta pelos direitos das mulheres. de TODAS as mulheres. O dia de hoje não é só dia de “parabéns” ou de distribuir rosas. É dia de parar pra perceber o quão difícil é ser mulher nesse planeta – que mata, que agride, que estupra, que difama, que chama de louca, que proíbe, que limita a gente. durante um almoço, 536 mulheres são agredidas. enquanto você assiste um capítulo de novela, 45 mulheres são estupradas. Um estupro acontece a cada 11 minutos no Brasil. O patriarcado se estrutura dessa forma há tantos e tantos anos que não parece que a gente vai ver uma linha final”, disse a atriz.

“Mas então temos Marielles. temos Djamillas. temos Malalas, temos Violas, temos Simones, temos Marias, temos nós mesmas. temos umas as outras. temos nossas mães, filhas, irmãs, amigas e as que não estão ao nosso alcance – mas que se preocupam com a gente e com elas precisamos nos preocupar. é necessário pensar num mundo mais inclusivo; precisamos pensar interseccionalmente, além da bolha, estender a luta adiante e proteger as menos privilegiadas, entender nosso lugar e ir muito, muito além. queremos ser levadas a sério sem precisarmos falar mais de uma vez. queremos equidade. queremos segurança. queremos andar nas ruas sem sermos importunadas. queremos menos cobrança – dos outros e de nós mesmas. queremos que deixem nossos corpos em paz. queremos que respeitem a nossa liberdade. mari, até o ano passado você marchou por nós todas, esse ano nós marchamos por você”, completou.

Confira mais homenagens ao Dia Internacional da Mulher:

  • 1/14 Foto: Reprodução/Instagram
  • 2/14 Foto: Reprodução/Instagram
  • 3/14 Foto: Reprodução/Twitter
  • 4/14 Foto: Reprodução/Twitter
  • 5/14 Foto: Reprodução/Twitter
  • 6/14 Foto: Reprodução/Twitter
  • 7/14 Foto: Reprodução/Instagram
  • 8/14 Foto: Reprodução/Instagram
  • 9/14 Foto: Reprodução/Instagram
  • 10/14 Foto: Reprodução/Twitter
  • 11/14 Foto: Reprodução/Twitter
  • 12/14 Foto: Reprodução/Twitter
  • 13/14 Foto: Reprodução/Instagram
  • 14/14 Foto: Reprodução/Instagram

Deixe seu comentário

Mais lidas

Recomendadas para você