Ex-BBB Emilly Araújo revela o que fez com o prêmio de R$1,5 milhão

A influencer também falou seus planos para o futuro

Por: Alefy Soares | 05 abril - 18:08

A vencedora do BBB17, Emilly Araújo, cedeu entrevista ao Gshow e comentou sobre o que fez com o seu prêmio de R$1,5 milhão e também comentou mais sobre um dos principais momentos que vivenciou dentro do reality.

Sobre sua legião de fãs, Emilly diz: “Fazem parte da minha família. Mesmo depois de dois anos, eles continuam me apoiando em tudo, me acompanham diariamente e torcem de uma forma genuína por mim”.

Foto: Reprodução/Instagram

Segundo ela, parte do seu prêmio está muito bem guardado: “Guardei boa parte. Hoje, vivo do meu trabalho como digital influencer. Passei a poder cuidar da minha família como sempre quis. Lembro que dizia: um dos meus maiores objetivos era priorizar a educação do meu afilhado e, graças a Deus, hoje, consigo dar o que ele merece”.

Emilly revelou seus planos futuros: “Sou uma pessoa que deita a cabeça no travesseiro e agradece por todas bênçãos até aqui. Hoje, olhar para trás e ver de onde viemos, onde estamos e onde ainda vamos chegar… Me sinto muito feliz!”.

MAIS DE EMILLY ARAÚJO 

Emilly Araújo alfineta ex de seu atual namorado: “Ele deu um belo upgrade”

Emilly Araújo diz o que aprendeu após participação polêmica no BBB: “Não sou perfeita”

Emilly Araújo surge de biquíni minúsculo em hotel de luxo

As polêmicas condenações do Conar

Emilly Araújo, que atualmente possui mais de 4,1 milhões de seguidores em seu Instagram, é recordista de condenações no Conselho Nacional de Autorregulamentação Publicitária, o Conar, tudo por conta dos “presentinhos” e jabás que faz na rede social.

Segundo levantamento divulgado pelo Meio & Mensagem, a ex-BBB ostenta cerca de seis processos, ou seja, simplesmente o dobro das condenações sofridas por grandes marcas.

Foto: Reprodução/Instagram

“Grande parte das condenações feitas em postagens de influenciadores se enquadram no que o Conar determina como ‘identificação publicitária’, caracterizada quando um influenciador faz uma divulgação de um produto, local ou serviço de uma marca sem sinalizar que aquilo é uma parceria comercial”, explicou a publicação divulgada pelo site.

Até o fechamento desta matéria, Emilly não havia se pronunciado sobre o caso.