Em entrevista, Belo chora e desabafa sobre prisão após show: ”É crime cantar?”

Cantor conversou com o jornalista Leo Dias

Por: David Mesquita | 23 fevereiro - 16:14

Após ser solto pela Polícia, Belo conversou com exclusividade com o jornalista Leo Dias, do jornal Metrópoles, e falou sobre a sua prisão.

Segundo Belo, a sua prisão aconteceu quando ele estava com a mulher, Gracyanne Barbosa, na casa de Rodrigo Faro para uma entrevista. Na ocasião, o bate-papo foi interrompido com a chega dos policiais.

“Naquele momento ali, pra mim, a minha vida…passa um filme na minha cabeça. Eu me senti muito envergonhado. A família do Rodrigo, as filhas, eu me senti envergonhado. Minha esposa também, constrangido. Eu não sei o que eu estava fazendo, o que eu fiz. Por que eu fui cantar em algum lugar? Passou um filme na minha cabeça de outros tempos, outras histórias”, disse ele, que já foi preso outras duas vezes.

“É crime cantar? Qual foi o crime que eu cometi?”, questionou o pagodeiro.

Durante a conversa, o cantor relatou sobre o colégio em que se apresentou e confessou que, muitas vezes, não sabe o local que irá se apresentar.

“Eu tenho um escritório que cuida do meu departamento jurídico. Muitas vezes eu nem sei pra onde eu vou. O escritório faz toda a logística para que eu faça o meu show. Dentro desse escritório a minha função é a arte”, e continuou: “Se eu fiz alguma coisa errada nessa coisa da aglomeração eu peço desculpas”.

Belo afirmou que está no limite e precisa trabalhar para sustentar sua família e equipe. “Estamos no limite, as pessoas que trabalham comigo, estamos no limite. Quando a gente sai pros shows é porque a gente precisa. Eu só sei fazer isso, a minha vida é essa, eu só sei cantar. Agora cantar é crime?”, mencionou o cantor.

“Se cantar então é crime minha vida acabou. Não faz sentido. […] O samba sempre viveu muito mais da música ao vivo. E eu vivo disso, minha família vive disso”, desabafou o cantor.

Ainda em choque, Belo garantiu que ainda está sofrendo: “Tô sem dormir até agora. Eu não quero reviver isso, não quero reviver mais isso, isso pra mim é um pesadelo. […] Só sai da minha casa pra trabalhar”.

No final do bate-papo, Leo perguntou se Belo ainda irá gravar o seu novo DVD, que estava marcado para o mês de março. Muito abalado e aos prantos, ele afirmou: “Nesse momento eu não sei mais porque eu vendo amor, o que eu quero passar pela minha musica é verdade, coração”.

Leo garantiu que o cantor é muito querido pelo público e também citou o apoio dos outros artistas do meio. Porém, Belo afirmou que está ainda triste por tudo o que aconteceu: “A questão não é essa, é meu psicológico está abalado. Eu tenho certeza que eu vou dar a volta por cima, mas tomei um baque muito grande. De repente agora não tô preparado. Acho que é um momento de união, estamos vivendo uma pandemia, se a gente se unir pode fazer muto mais”.

Belo termina a entrevista dizendo que não fez nada de errado. “Eu quero ajudar as pessoas, não quero ser um empecilho, uma coisa ruim, a música não é isso. […] O nosso setor esta muito fragilizado, muita gente passando fome, sem trabalhar. […] Eu só não quero ficar sofrendo injustiça, não cometi crime nenhum, não fiz nada de errado”, concluiu o artista.

LEIA TAMBÉM:

Belo revela que não pode dormir sem roupa ao lado de Gracyanne por motivo inusitado

Gracyanne Barbosa curte piscina com Belo e ostenta saúde: “Que casal!”

Confira tudo que rolou no mundo dos famosos:


Inscreva-se no BOMBOU!

Deixe seu comentário

BOMBOU!

Recomendadas para você