Eduardo Costa é investigado por fraude milionária

Cantor é acusado de estelionato por comprar uma mansão de R$ 9 milhões

Por: Redação Metropolitana | 15 maio - 1:36 PM | comentários

Eduardo Costa está sendo investigado pela polícia por suspeita de estelionato, de acordo com informações do “SBT Brasil”. O motivo se deve a uma negociação imobiliária.

De acordo com a reportagem, em 2015, o cantor sertanejo comprou uma mansão na região da Pampulha, em Belo Horizonte, no valor de R$ 9 milhões, sendo que ele pagou R$ 2 milhões em dinheiro e o restante foi quitado com uma lancha, uma Ferrari e um outro imóvel, situado na cidade de Capitólio, no sul de Minas, às margens do lago de Furnas.

Segundo documentos obtidos pelo jornal, o imóvel, avaliado em R$ 6 milhões, vem sendo questionado pelo Ministério Público Federal (MPF) desde 2013, já que parte dele teria sido construído em uma área de preservação permanente.

À reportagem, a assessoria do cantor afirma que as acusações são falsas. Eduardo ainda não foi contatado pela polícia, mas deverá ser notificado em breve.

Assista à reportagem

 

Deixe seu comentário