Edson, da dupla com Hudson, relembra luta contra Covid-19: “Eu dei sorte”

Cantor chegou a ter 75% do pulmão comprometido

Por: David Mesquita | 16 abril - 18:28

O cantor sertanejo Edson, da dupla com Hudson, recebeu alta hospitalar no dia 15 de março, após um mês de internação por complicações da Covid-19.

Voltando aos poucos à rotina normal, Edson, em entrevista para o portal G1, relembra um dos momentos mais difíceis de sua vida — foi infectado pela Covid-19 – ele diz ter ficado “bem perto” de morrer.

Segundo Edson, o momento mais difícil da internação foi quando ele precisou ser levado para a UTI. O pulmão, que tinha sido comprometido em 25% no início da doença, passou para 75% em poucos dias.

O cantor chegou a fazer um apelo à equipe médica: que a intubação fosse evitada ao máximo, “pelo amor de Deus”. O maior medo dele era não conseguir voltar a cantar caso a sua voz fosse prejudicada com o procedimento.

“Eu tinha essa preocupação, isso rondava muito a minha cabeça, eu pensava: será que eu não vou poder mais cantar para as pessoas?”, contou o cantor, frisando a resposta firme da médica: “Ela olhou pra mim e falou: ‘em três dias você vai levantar dessa cama’. Eu senti muita firmeza nela, e foi o que de fato aconteceu. Não fui intubado”.

Após ir ao leito da UTI, Edson chegou a apresentar pressão de oito por cinco e quase teve uma parada cardíaca. “A máquina que aponta os batimentos do coração chegou a começar a apitar, aí a equipe que estava lá viu que eu ia chocar, me sacudiram e eu voltei. Foi por muito pouco”, afirmou.

Ainda segundo o sertanejo, ele acredita que a melhora veio por vontade de Deus, e lhe providenciou “mais uma chance”. “Eu aprendi que a gente não tem nenhum poder de escolher quando a gente vai morrer”, revelou o cantor.

Após o susto, Edson passou a usar uma máscara facial VNI, que ajuda na respiração e, em alguns casos, substitui a intubação, além de reagir bem aos medicamentos.

Passados cinco dias internado na UTI, Edson foi levado para o quarto, iniciou a fisioterapia e ficou ao aguardo de alta.

“Eu também dei sorte do meu corpo reagir bem. Infelizmente tem gente que não reage, a gente tem visto tanta gente morrer. Eu dei sorte e também fui obediente. Fiz tudo o que os médicos mandaram”, informou Edson.

LEIA TAMBÉM:

Sertanejo Maicon, da dupla com Marlon, surpreende ao revelar que vive com bala alojada na cabeça há 20 anos

Após culpar cozinheira por transmissão de Covid-19, marido de Ivete Sangalo pede desculpas

Confira tudo que rolou no mundo dos famosos:

Deixe seu comentário

BOMBOU!

Recomendadas para você