Chris Brown é processado por incentivar estupro de uma mulher

Caso aconteceu em 2017, segundo advogada da vítima, que não quis se identificar

Por: Redação Metropolitana | 10 maio - 10:21 AM | comentários

Chris Brown está sendo processado por incentivar e auxiliar o estupro de uma mulher durante uma festa em sua casa, em Los Angeles, na Califórnia, Estados Unidos. O caso teria acontecido em fevereiro de 2017.

Em entrevista a jornalistas nesta quarta-feira (9), Gloria Allred, advogada da vítima, que prefere manter o anonimato, disse que esse é um dos “mais horrendos casos de agressão sexual que já viu”, dizendo ainda que sua cliente está “severamente traumatizada”.

Segundo a revista “Billboard”, que teve acesso a documentos do processo, a vítima foi a um show do músico e acabou convidada à festa do cantor e de Lowell Grissom Jr, conhecido como Young Lo. A moça teve o celular apreendido na entrada e foi coagida a seguir até a casa de Chris Brown para recuperá-lo.

A publicação ainda afirma que os artistas teriam pressionado as visitas a terem relações sexuais com eles, além de bloquear a porta de um dos quartos da casa com um sofá e ligar o som alto para “acobertar o barulho de qualquer resistência”.

De acordo com a representante da vítima, ela foi forçada a fazer sexo oral na amiga e em Young Lo — que ainda a estuprou, segundo o relato na ação judicial, duas vezes em outros cômodos antes de liberar sua saída.

Deixe seu comentário