Após polêmica por show em pandemia, Belo tem sigilo telefônico quebrado por Justiça

A ordem foi dada pela juíza Ana Helena Mota Lima Valle

Por: Laís Mylla | 04 março - 14:14

Após ser processado e encaminhado para a Delegacia por realizar um show em meio a pandemia, o cantor Belo teve a quebra do sigilo dos dados telefônicos, telemáticos e de informática determinados pela Justiça.

A ordem é da juíza Ana Helena Mota Lima Valle, da 26ª Vara Criminal do Tribunal de Justiça do Rio de Janeiro, que também determinou o mesmo para a empresa ‘Série Gold Som e Iluminação’, que também foi responsabilizada pela organização do evento.

Em seu feed do Instagram, Belo chegou a se pronunciar sobre a polêmica. Na ocasião, ele argumentou que a segurança do público sobre os protocolos de segurança em combate ao Covid-19, é da empresa organizadora do show, e não dos artistas: “A responsabilidade sobre os protocolos sanitários de eventos em que eu me apresento, assim como todos os artistas, é exclusiva dos contratantes. É o mesmo caso da escolha do local em que as apresentações ocorrem. Garanto a segurança do meu staff e me preocupo com a proteção do público, mas quem responde por ela, nesse caso, era da produtora que me chamou para cantar”, escreveu. Confira o desabafo:

Recentemente, Belo conversou com exclusividade com o jornalista Leo Dias, do jornal Metrópoles, e falou sobre a sua prisão. Leia mais!

LEIA MAIS:

Após ser solto pela polícia, Belo aparece em lágrimas: “Grito em silêncio”

Belo revela que não pode dormir sem roupa ao lado de Gracyanne por motivo inusitado

Confira tudo que rolou no mundo dos famosos:


Inscreva-se no BOMBOU!

Deixe seu comentário

BOMBOU!

Recomendadas para você