Após Neymar ser acusado de estupro, Marília Mendonça comenta: “É decadente o que vivemos”

A sertaneja se revoltou com os memes que estão circulando na internet

Por: Alefy Soares | 03 junho - 15:00

As polêmicas envolvendo Neymar seguem como um dos assuntos mais comentados do mundo. Após o jogador expor as conversas com a acusadora, milhares de memes surgiram nas redes sociais, o que deixou Marília Mendonça furiosa.

“Bom dia pessoal, vi que vocês curtiram os memes, mas já pararam para pensar no que a sociedade tá virando e que atitude constrangedora é ter que se expor dessa maneira e se provar uma boa pessoa todos os dias? Onde vamos parar?”, escreveu em seu Twitter.

Laudo médico confirma hematomas em mulher que acusou Neymar de estupro

Foto: Reprodução/Instagram

“Duas pessoas com suas intimidades expostas por causa de burburinho… é decadente o que vivemos. A única coisa que vem na cabeça é: “Onde vamos parar?”. Em seguida, Marília apagou algumas publicações e se pronunciou:  “Era só isso. Não vou deixar mensagens aqui, porque vão distorcer e colocar como querem. Esse tweet não é para defender ninguém além de mim, que foi colocada como doente em estado terminal essa semana pela imprensa. Obrigada”, finalizou.

Entenda o caso

Neymar está sendo acusado de estupro por uma mulher, cujo nome está mantido em segredo. O boletim de ocorrência foi registrado nesta sexta-feira (31) na 6ª delegacia de defesa da mulher, em Santo Amaro, São Paulo, e afirma que o abuso ocorreu em Paris no dia 15 de maio, conforme publicado pelo UOL, que teve acesso ao documento.

A publicação afirma que Neymar conheceu a mulher pelo Instagram, onde eles trocaram mensagens e depois ficou acertado, através de um amigo do jogador chamado Gallo, que ele receberia passagens e hospedagem em Paris para conhecer o craque. De acordo com o documento, ela ficou hospedada no hotel Sofitel Paris Arc Du Triomphe A partir do dia 15 de maio.

Foto: Reprodução/Instagram

Por volta das 20h, Neymar teria chegado embriagado no hotel para conhecer a mulher. Eles teriam trocado carícias até que o jogador começou a ficar agressivo e então a forçou a ter relações sexuais com ele, ou seja, estuprou a mulher.

O documento aponta que ela voltou ao Brasil no dia 17 de maio, mas estava emocionalmente abalada e com medo de registrar o ocorrido. A delegada confirmou ao UOL a existência do documento e disse “O BO foi registrado ontem. Maiores informações serão passadas via assessoria de imprensa”.

Mas Neymar negou as acusações com um vídeo com mais de sete minutos, colocando na legenda “Por motivo de extorsão estou sendo obrigado a expor minha vida e família…”.

Deixe seu comentário